Órgãos de segurança reforçam ações para coibir roubos a ônibus

By -
A ‘Operação Catraca’  será realizada nos três turnos

A ‘Operação Catraca’ será realizada nos três turnos

Reunião realizada nesta terça-feira (5), na sede da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), discutiu as ações para coibir os assaltos a ônibus do transporte coletivo de Manaus. Uma das medidas anunciadas, a ‘Operação Catraca’, será realizada pela Polícia Militar (PM) e irá intensificar o policiamento ostensivo nos principais corredores viários e pontos de ônibus em todas as zonas da capital.

"São envolvidos ou viciados em droga que praticam esses assaltos para manter o vício”, disse Sérgio Fontes

“São envolvidos ou viciados em droga que praticam esses assaltos para manter o vício”, disse o secretário Sérgio Fontes

A operação será dividida em três turnos: manhã (7h às 13h), tarde (12h às 18h) e noite (17h às 00h) com barreiras móveis nas principais avenidas. “Acreditamos que o reforço no policiamento ostensivo já irá inibir a ação dos assaltantes, visto que grande parte dos envolvidos nesse crime age procurando uma oportunidade. Vale destacar que muitos são envolvidos ou viciados em droga e praticam esses assaltos para manter o vício”, disse o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes.

Ele ressaltou que além do reforço no policiamento ostensivo, a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (DERF), já está realizando trabalhos de investigação. “Nossas ações visam dar tranquilidade à população que utiliza os veículos do transporte público, garantindo uma viagem segura do cidadão”, afirmou.

“São crimes de oportunidade, pessoas que querem dinheiro fácil", frisou o delegado Adriano Martins

“São crimes de oportunidade, pessoas que querem dinheiro fácil”, frisou o delegado Adriano Martins

O delegado titular da DERF, Adriano Martins, descartou a possibilidade de existir quadrilhas especializadas em roubos a ônibus coletivos. “São crimes de oportunidade, pessoas que querem dinheiro fácil para, por exemplo, alimentar o vício nas drogas. Em alguns casos já temos imagens dos assaltos que irão auxiliar nas investigações”, ressaltou o delegado.

Fontes disse ainda que o reforço no policiamento ostensivo com a chegada de mais 600 viaturas até junho, irá reduzir gradativamente as ocorrências. “A cidade de Manaus, como já foi amplamente divulgado, ficou até abril com um período reduzido de viaturas, o que prejudicou o policiamento ostensivo”. A partir da chegada das 100 novas viaturas em abril e mais 600 até junho, estamos gradativamente, restabelecendo esse policiamento, o que irá aumentar a sensação de segurança da população”, destacou.

 “Nossa operação irá intensificar o policiamento ostensivo e repressivo", destacou subcomandante-geral Antônio Escossio

“Nossa operação irá intensificar o policiamento ostensivo e repressivo”, destacou subcomandante-geral Antônio Escossio

De acordo com subcomandante-geral da Polícia Militar (PM), Antônio Escossio, durante a operação Catraca, a metodologia de abordagem será rápida. “Nossa operação irá intensificar o policiamento ostensivo e repressivo, por meio de bloqueios viários e abordagens à pessoas em coletivos urbanos, com base nos dados estatísticos e otimizando os meios recebidos, em ações preventivas nos horários de maior incidência de ocorrências policiais, visando impedir ações de cidadãos infratores, de modo a proporcionar a população uma maior sensação de segurança e, promover, com isso, o bem estar do povo amazonense”, disse Escóssio.

Prisões – Segundo dados da SSP-AM, de janeiro até abril deste ano, 44 pessoas foram presas por roubo a ônibus em Manaus, em ações da Polícia Militar (PM). Em todo ano de 2014, foram 91 prisões. Dados da SSP-AM apontam ainda que o maior número de ocorrências de roubos em ônibus do transporte coletivo acontece no período da noite seguido do período da tarde, nas zonas Norte e Leste da cidade.

Roberto Brasil