Oposição vai à Justiça contra visita de Dilma a Lula

By -
Ronaldo Caiado / Aercio Neves / Acrioino Maia

Ronaldo Caiado / Aércio Neves / Agripino Maia

 

A visita de solidariedade da presidente Dilma Rousseff ao ex-presidente Lula no sábado, em função da condução coercitiva determinada na 24º fase da Operação Lava-Jato, deflagrada um dia antes, causou mal estar entre parlamentares. Neste sábado, o deputado federal Fernando Francischini (Solidariedade/PR) divulgou nota dizendo que vai entrar com ação de improbidade administrativa contra Dilma Rousseff, por ela ter usado dinheiro e recursos públicos para visitar Lula. As lideranças do Democratas na Câmara e Senado também vão entrar com uma representação contra contra Dilma e Jaques Wagner, ministro da Casa Civil, na Procuradoria Geral da República (PGR) para que investigue a viagem.

Os parlamentares querem que seja calculado o custo total do deslocamento no boeing presidencial, jatinhos da FAB e helicóptero, além do pagamento de diárias para equipe de apoio, para que a presidente Dilma e os ministros, como pessoa física, devolvam os recursos gastos aos cofres públicos.

O líder Ronaldo Caiado (G) e Pauderney Avelino (AM) argumentam que as viagens não são de Estado, e devem, portanto, ressarcir os cofres públicos . Ontem a presidente Dilma usou o boing e um helicóptero para chegar com sua comitiva até São Bernardo, onde, ao lado de Lula e dona Marisa, participaram de um ato junto a militantes que se aglomeravam no local desde cedo.

Mario Dantas