Oposição apura suposta participação de Lula no mensalão

By -

alvaro-dias

Sen. Álvaro Dias

Com a conclusão do julgamento do mensalão, os partidos de oposição se preparam para requerer ao Ministério Público a retomada da investigação do esquema de “compra” de deputados com dinheiro público, desta vez abrangendo as denúncias de envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no escândalo.

O líder do PSDB, senador Álvaro Dias (PR), lembra que adiaram a medida para não “tumultuar” os trabalhos do STF. “O tribunal fez a sua parte, deu um passo importante no combate à impunidade no País”, afirma. “Mas todos sabem que o mensalão não é só o que foi julgado, é muito mais, e precisamos alargar o processo para alcançar a totalidade dos responsáveis pelo esquema”, prosseguiu, segundo o Estadão.

O líder tucano acrescentou ainda que há não apenas “indícios”, mas também testemunhos da participação do ex-presidente Lula. “É um fato que não pode ser ignorado, tem de ser esclarecido”. Na avaliação do deputado Roberto Freire (PPS), Lula deve estar “amargurado” diante da punição de seus auxiliares. “Não sei se este sentimento existe nele, mas acredito que Lula está um pouco amargurado”, disse. “Tudo mostra que o seu Governo foi corrupto e como não se pode punir um Governo com a cadeia, está punindo suas lideranças”.

Signatário da nota na qual, em agosto, os partidos defendiam a investigação das denúncias contra Lula, o presidente do DEM, senador José Agripino (RN), acredita que a representação da oposição ao Ministério Público só deve ser concretizada após a definição das penas de todos os envolvidos. O senador disse que tomará a “posição certa na hora certa”.

Redação