Operação da SSP-AM reforça policiamento em áreas com maior índice de homicídios em Manaus

By -

blitz-ssp-1A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), realizou, na noite da última sexta-feira (25) e madrugada deste sábado (26), operação nos bairros Jorge Teixeira e São José Operário, zona leste, e Novo Aleixo, zona norte, que estão entre os bairros de Manaus com maior concentração de homicídios neste ano. De acordo com a SSP-AM, nenhum assassinato foi registrado durante a noite e madrugada na cidade.

A operação contou com policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop) da SSP-AM e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) da Polícia Civil, que realizaram abordagens a pessoas, veículos, motos e coletivos em diversas ruas e avenidas dos pontos da operação.

blitz-ssp-4De acordo com o secretário executivo adjunto de Operações, Pedro Florêncio, os três bairros também possuem grande número de denúncias de tráfico de drogas recebidas pelo Disque 181 da SSP-AM. “A operação teve como objetivo trazer a tranquilidade nessas áreas, devolvendo a sensação de segurança a população através de patrulhamento, abordagem e policiamento ostensivo”, disse.

blitz-ssp-2O levantamento da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) constata que quase 70% das vítimas de homicídios morrem nos bairros ou nas proximidades dos lugares que residem. “A operação visa saturar os pontos críticos, e nesses bairros existem várias bocas de fumo e pontos de tráfico de drogas, que são grandes impulsionadores de crimes, em especial os homicídios”. 

blitz-ssp-3Pedro Florêncio destaca que as abordagens a bares e locais de grande concentração de pessoas trouxeram resultados positivos. “A presença da polícia é fundamental para inibir os crimes. Em alguns locais abordamos pessoas que portavam pequenas quantidades de drogas.

Na operação também solicitamos que alguns bares que estavam obstruindo as calçadas fechassem para mantermos a ordem. Dessa forma garantimos o sucesso da operação e conseguimos manter a nossa prioridade, que é o combate a homicídios nessas três áreas críticas”.

Roberto Brasil