Operação Centro Seguro notifica e interdita estabelecimentos comerciais

By -
"O objetivo dessa parceria é sufocar a criminalidade e reduzir as ocorrências no Centro”, afirmou Pedro Florêncio

“O objetivo dessa parceria é sufocar a criminalidade e reduzir as ocorrências no Centro”, afirmou Pedro Florêncio

Mais de 180 homens, entre servidores da Prefeitura de Manaus e policiais da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas, fecharam na noite desta quinta-feira, 24, as ruas Tamandaré, Visconde de Mauá, 15 de Novembro e Governador Vitório, no centro da cidade, durante a 4ª edição deste ano, da Operação Centro Seguro. O projeto é coordenado pela Subsecretaria Municipal do Centro Histórico (Subsemch) e executado pela Secretaria de Segurança Pública, em parceria com secretarias municipais, Juizado de Menores, Corpo de Bombeiros, Manaus Ambiental e a empresa Net.

Quatro equipes foram formadas para atuar na fiscalização de hotéis, bares, lanchonetes e casas de show instaladas nas ruas alvo da ação, que começou às 19h e terminou às 23h. Mais de 200 pessoas foram abordadas, oito estabelecimentos interditados pela Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), por falta de documentação, e pela Visa Manaus, por falta de condições de funcionamento. Dezoito notificações foram expedidas pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Visa Manaus, Manaus Ambiental e Procon Municipal. Onze veículos foram multados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) e quatro cortes de ligação ilegal foram feitos pela empresa Net. Entre os estabelecimentos interditados pela Visa Manaus e Semef: Bar Aquarela, Casa Kelly Morena, Bar Mauá e Bar do Rogério.

operacao-centro-seguro-quarta-02“O objetivo dessa parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Manaus é sufocar a criminalidade e reduzir as ocorrências no Centro. Queremos proporcionar mais segurança à população. Por isso, estaremos aqui toda semana, em determinado ponto do Centro, a fim de combater as irregularidades”, enfatizou o secretário-executivo de Operações da Secretaria de Segurança Pública, Pedro Florêncio.

Duas pessoas foram detidas por desacato e levadas ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde foi registrado um TCO, mas elas vão responder em liberdade.

“Esta é mais uma ação que faz parte da requalificação do Centro Histórico da cidade. A prefeitura está trabalhando em várias frentes de obras, como a Praça Tenreiro Aranha e a Praça da Matriz, e, paralelo à isso, resgatando a cultura através de eventos como o Passo a Paço e o Mercado Cultural, realizado no Mercado Adolpho Lisboa toda última sexta-feira do mês. Ao mesmo tempo, estamos trabalhando também a segurança. As pessoas precisam se sentir seguras no Centro. E isso só será possível através da intensificação de ações integradas, como o Centro Seguro”, destacou o subsecretário municipal do Centro Histórico, Glauco Francesco.

Roberto Brasil