Omar Aziz participa de reunião com Temer para destravar mais de 20 mil obras

By -

2016-07-05-PHOTO-00003521

O Senador Omar Aziz (PSD) participou de uma reunião com o presidente em exercício, Michel Temer, para a recuperação e conclusão de obras paralisadas em todo o Brasil. Além de Temer e Omar, participaram outros parlamentares como o presidente do Senado, Renan Calheiros, que anunciou a conclusão das obras passíveis de serem finalizadas com até R$ 500 mil.

 

“São mais de 20 mil obras paralisadas nesse momento, ou por falta de financiamento, ou por falta de licença ambiental, ou por falta de licença do IFAM, ou outra coisa que esteja atrapalhando essa obra”, contabilizou Omar Aziz, durante discurso no plenário do Senado. “Sabemos que, num momento de crise desses, você reativar essas obras pelo Brasil afora, principalmente nas pequenas cidades, vamos aquecer a economia. Esse é o papel do Senado, é propor ao Executivo, e o Executivo, com a sua boa vontade, agir imediatamente”, completou o Senador do Amazonas.

 

Já o presidente do Senado destacou que a iniciativa chega a R$ 250 milhões de restos a pagar e, além de retomar a criação de emprego e renda, demonstra o compromisso de Temer por uma solução definitiva com as obras inacabadas e para os restos a pagar. “É um problema que preocupa muito o Brasil. Muitas dessas obras foram empenhadas e sequer começadas”, ressaltou Calheiros.

 

Líder do Bloco Parlamentar Democracia Progressista, que congrega 11 dos 81 senadores, Omar Aziz destacou outros pontos da reunião com Temer, como a questão da segurança pública e a segurança das fronteiras. O debate deve ser estendido aos governadores e lideranças nacionais.

 

“Isso demonstra a importância em retomar obras importantes como o Minha Casa Minha Vida, como uma quantidade enorme de unidades básicas de saúde que estão paralisadas, postos de saúde, hospitais, estradas, para que a gente possa beneficiar o povo brasileiro e, com isso, você gerar mais emprego e mais oportunidades nesse momento em que o país passa por essa crise”, finalizou Omar Aziz.

Mario Dantas