Observatório do PIM da UEA completa um ano e tem o reconhecimento do Corecon

By -

observatorio-pim-1Expectativa e esperança de melhora na produção do Polo Industrial de Manaus (PIM) ao longo de 2017, a partir do cálculo do índice de confiança do empresariado local; e comprovação de que a infraestrutura do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes pode ser expandida, a partir do seu terminal de cargas, a fim de ajudar no escoamento da produção regional, um eterno gargalo do setor. Esses são os primeiros sinais de resultados práticos do Observatório do PIM, um núcleo de pesquisa e projeto pioneiro desenvolvido pelos alunos de economia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e que já está colhendo bons frutos neste primeiro ano de funcionamento, completados oficialmente neste 1º de dezembro, com o reconhecimento do Conselho Regional de Economia (Corecon-AM).

observatorio-pim-3São 15 os artigos, resumos e posters publicados em eventos nacionais e internacionais, como no Rio de Janeiro, em Maceió e em Sebastian, na Espanha, com 12 projetos de pesquisa em fase de desenvolvimento e duas medalhas no currículo (prata e bronze) na Gincana Nacional de Economia, promovido pelo Conselho Federal de Economia (Cofecon). Para a coordenadora do Curso de Economia da UEA, também coordenadora do projeto e conselheira consultiva do Corecon-AM, economista Fabiana Lucena, esses resultados são surpreendentes, principalmente, em se tratando de um curso que ainda não formou nem a sua primeira turma.

O Observatório do PIM surgiu para dar suporte ao curso de economia da UEA, sendo um importante fomentador de pesquisas na região, considerada muito carente nessa área, com estudos acadêmicos voltados para o Polo Industrial, partindo do princípio de que a universidade estadual é mantida com recursos oriundos do Distrito. “Nossa meta é ter sempre um projeto em andamento, escolhido pelo próprio aluno, mantendo um nível de pesquisa permanente, com o apoio não só da UEA, mas também da Suframa, do IBGE, da Fieam, da Cieam, para a coleta e tabulação de dados. E estamos seguindo nesse rumo, o que nos deixa muito orgulhosos”, declara a coordenadora, completando que ainda vêm muito mais resultados.

observatorio-pim-2É que também estão em andamento projetos de destaque, como análises das crises econômicas no PIM, por meio da matriz ensino-pesquisa; estudo da eficiência do setor pesqueiro, com uma metodologia microeconômica; e nas áreas da economia e direito, um estudo da eficiência das leis trabalhistas, para se certificar se estão ou não protegendo os trabalhadores do Polo Industrial de Manaus.

Roberto Brasil