OAB defende afastamento imediato de Renan da presidência do Senado

By -
Ministro Gilmar Mendes (TSE) | Cláudio Lamachia (OAB)

Ministro Gilmar Mendes (TSE) | Cláudio Lamachia (OAB)

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, defendeu o afastamento imediado de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. Em nota, divulgada na manhã desta sexta-feira, Lamachia diz que, após o Supremo Tribunal Federal (STF) transformá-lo em réu num caso de peculado, o senador deve se afastar para que o fato não comprometa o funcionamento do Senado.

“Com a decisão tomada pelo STF de tornar o presidente do Senado, Renan Calheiros, réu em processo sobre peculato, é necessário que ele se afaste imediatamente de suas funções de presidente do Senado e do Congresso Nacional para que possa bem exercer seu direito de defesa sem comprometer as instituições que representa. Trata-se de zelo pelas instituições da República.Por este motivo, é preciso que o senador Renan Calheiros seja julgado de acordo com os ritos e procedimentos estabelecidos em lei, com acesso à ampla defesa e ao contraditório. Mas sem que isso comprometa o cotidiano e os atos praticados pelo Senado Federal”, disse Lamachia, na nota

“Não se trata aqui de fazer juízo de valor quanto à culpabilidade do senador Renan Calheiros, uma vez que o processo que o investiga não está concluído” – acrescentou o presidente da OAB.

com Agência O Globo

Roberto Brasil