‘O WhatsApp desrespeita o brasileiro’, diz juíza que determinou bloqueio do aplicativo

By -
Daniela Barbosa Assumpção: juíza acredita que decisão faz com que WhatsApp respeite as leis do país

Daniela Barbosa Assumpção: juíza acredita que decisão faz com que WhatsApp respeite as leis do país

Responsável pela decisão que determinou, mais uma vez, o bloqueio do aplicativo WhatsApp (que durou apenas algumas horas, nesta terça-feira), a juíza da Vara de Execuções Penais (VEP) Daniela Assumpção Barbosa argumentou que o Facebook, empresa proprietária do WhatsApp, fora notificado por três vezes para interceptar mensagens que seriam referentes a uma investigação criminal em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A juíza comentou sobre a relevância de sua decisão no âmbito não somente da investigação em Caxias, como também na consciência coletiva do brasileiro.

— Nosso povo reclama tanto da violência, da polícia, da Justiça. É preciso saber que as prisõezinhas do dia a dia não vão resolver os problemas de segurança pública. O crime evoluiu e a Justiça precisa evoluir também — pontuou Daniela,revelando, ainda, que a decisão pelo bloqueio foi tomada na segunda-feira.

— Essa história de que o usuário do WhatsApp perderá a confiança no serviço é balela. Ligações de telefone são interceptadas e os usuários não perderam a confiança nas operadoras, não é mesmo? — questiona Daniela, que critica o fato de o aplicativo ser um “refúgio seguro para bandidos” — Eu mesma já recebi diversas ameaças de morte via WhatsApp — acrescenta.

Por fim, Daniela acredita ser preciso que a população encare a decisão como uma forma de fazer com que a empresa respeite as instituições brasileiras.

— O WhatsApp desrespeita o brasileiro. É preciso respeitar nossas leis, deixar a Justiça trabalhar e dar sequências às investigações — finaliza.

(Com Agência O Globo)

Roberto Brasil