O Amazonas deve estar preparado para as crises hídrica e de alimentos, diz José Melo

By -
Primeiro tivemos que fazer o dever de casa, afirmou José Melo

Primeiro tivemos que fazer o dever de casa, afirmou José Melo

Da Redação – Em entrevista exclusiva ao BLOGdaFLORESTA, o Governador do Estado do Amazonas, Professor José Melo, fez um balanço positivo dos três meses de seu governo e apontou os próximos desafios. Num cenário de crise nacional, onde o Amazonas enfrentou as enchentes nos rios Juruá e Purus, seu plano de governo iniciou com a implantação do Banco do Povo e agora se prepara para avançar na área da saúde e fomento à piscicultura da região. 

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-01“Primeiro tivemos que fazer o dever de casa. O país enfrenta desafios, falta de crescimento na economia e teve que tomar a medida de ajuste fiscal. Nós do Estado fizemos a mesma coisa. A primeira medida foi uma reforma fiscal e administrativa. Houve uma queda na arrecadação e na atividade industrial de 16%. Cortamos os gastos, reduzimos os cargos, fundindo algumas secretarias. Tomamos medidas para otimizar a arrecadação do estado”, explicou o Professor Melo.

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-06O objetivo da reforma foi o de economizar 900 milhões de reais para enfrentar a queda das arrecadações (11% menos que no ano de 2014) e contar com recursos para os investimentos. Reduzindo os custos não haverá redução dos serviços de saúde, educação, segurança e de assistência social. A crise ainda é latente e há que se ter cuidado para não quebrar a qualidade dos serviços. Na avaliação do governador, a sua gestão continua avançando, prova disso é a implantação do Banco do Povo em todos os municípios.

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-02Está se trabalhando no serviço do Pronto Especialista, que deve ser implementado nos 14 Pólos, iniciando com cinco médicos que atenderão consultas especializadas, exames e cirurgias de média complexidade, cumprindo desta forma ao que foi prometido. Trinta milhões de reais foram destinados aos locais afetados pelas enchentes. “Esperamos que a crise passe e o Brasil volte a crescer oferecendo aos investidores segurança. Serão implementados um novo Polo de Piscicultura para a produção de peixe rico em proteínas. Num futuro próximo outras crises virão: a hídrica com a falta de água e alimentos. Nós temos que estar preparados para dar solução a estes problemas e para isto temos todas as condições”, salientou o Governador do Estado do Amazonas.

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-10José Melo informou ainda que para reforçar a segurança pública estão reequipando o ‘Ronda no Bairro’ com 300 novas viaturas nos próximos 60 dias. Na área do setor primário, o novo secretário da Sepror (Sidney Leite) está trabalhando no projeto para o interior do estado. “Estamos enfrentando a enchente forte que agora está começando no Alto Solimões. Estamos em emergência pelas chuvas. Há preparo para tanto. Atendemos até agora com 30 milhões de reais (alimentos, remédios, entre outros) e continuaremos trabalhando para superar estes desafios”, salientou.

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-04“O balanço neste cenário de crise é positivo, porque conseguimos manter o mesmo nível de serviços básicos. Muitos outros estados estão reduzindo custos, salários dos funcionários, mas nós não faremos isto. Tomara que a economia do Brasil volte logo a crescer e supere esta crise para garantir os investimentos e que as medidas de ordem fiscal permaneçam, pois são necessárias”, ressaltou o Professor.

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-05Avançar na saúde, o próximo desafio

Segundo o governador do Amazonas, num cenário de crise logrou-se manter os níveis de serviços e ainda lançou-se o Banco do Povo, o Programa Pronto Especialista, bem como se enfrentou a enchente e deu-se continuidade ao seu plano do governo. “O próximo desafio é na área de saúde, ampliando 900 novos leitos em Manaus e assim combater as filas enormes. Outro desafio é implantar os 14 polos de Pronto Especialista para que o paciente seja atendido no interior e não seja preciso trasladá-lo para Manaus”, destacou Melo.

entrevista-jose-melo-blogdafloresta-09Outro desafio do Governo é de implantar criadouros de peixe em cativeiro para que o Amazonas seja conhecido no mundo como produtor de proteína diferenciada, com peixe de água doce e qualidade no alimento. (Mercedes Guzmán)

Roberto Brasil