Novo procurador-geral de Justiça toma posse no MPE-AM

By -
“Eu, democrata que sou, nomeei o que obteve o primeiro lugar na votação e tenho certeza que teremos uma relação das mais proveitosas", disse José Melo sobre Carlos Monteiro

“Eu, democrata que sou, nomeei o que obteve o primeiro lugar na votação e tenho certeza que teremos uma relação das mais proveitosas”, disse José Melo sobre Carlos Monteiro

O governador José Melo participou nesta terça-feira (14), da solenidade de posse do novo procurador-geral de Justiça do Estado do Amazonas. O promotor Carlos Fábio Braga Monteiro foi o mais votado entre os três nomes enviados ao Executivo estadual após eleição interna no Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), realizada no último dia 12 de setembro. A escolha do procurador-geral é feita pelo governador do Estado a partir desta lista tríplice.

“Eu, democrata que sou, nomeei o que obteve o primeiro lugar na votação e tenho certeza que teremos uma relação das mais proveitosas do ponto de vista institucional entre o entre o Ministério Público e nosso Governo; e entre o Ministério Público e a sociedade”, declarou o governador José Melo sobre o processo de escolha do novo dirigente da instituição. O procurador Francisco Cruz, que deixa o cargo após dois mandatos, também enalteceu a escolha pelo mais votado no pleito ministerial. “A decisão foi a mais rápida da história. Quando levei a lista, o governador olhou e decidiu em cinco segundos. Disse que nomearia o mais votado”, disse o ex-procurador-geral.

Em seu discurso, Fábio Monteiro também reconheceu e enalteceu a decisão do governador. “Agradecemos pela postura elegante e democrática em escolher o mais votado mesmo sendo livre para escolher qualquer um da lista. Obrigado pela deferência ao meu nome e respeito ao Ministério Público”, afirmou.

Gov José Melo na posse do  Novo Procurador geral de Justiça, carlos Fabio Braga Monteiro   (38)De acordo com o governador José Melo, a relação entre o Ministério Público e o Governo do Amazonas tem sido republicana e construtiva para as duas instituições e para a população amazonense. Melo destacou o bom trabalho desempenhado pela gestão do procurador Francisco Cruz e declarou que espera a mesma relação com o novo gestor.

Fábio Monteiro recebe o comando do MPE-AM assumindo compromissos em melhorar as condições de trabalho dos servidores e membros da instituição, convocar os aprovados em concurso público, realizar novos concursos para promotores e servidores, além de propor uma gestão que abrirá as portas às entidades que representam os membros e os servidores da instituição. “Seremos propositivos e daremos vez e voz ao presidente da associação dos promotores e dos servidores. Faremos uma administração para todos e por todos”, declarou o procurador-geral após ser empossado no cargo.

Histórico e currículo – Carlos Fábio Braga Monteiro ingressou no MPE-AM em janeiro de 1996, realizando estágio de adaptação em diversas varas da capital antes de ser designado para assumir a promotoria na Comarca de Parintins, onde ficou até 2003, quando foi promovido ao cargo de Promotor de Justiça de 2ª Entrância e assumindo a 12ª Promotoria de Justiça com assento à 6ª Vara Criminal da capital.

Gov José Melo na posse do  Novo Procurador geral de Justiça, carlos Fabio Braga Monteiro   (50)A partir de 2004 atuou na 14ª Promotoria de Justiça, com assento ao 1º Tribunal do Júri Popular da Capital. Em 2011 foi designado para exercer o cargo de Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Inteligência, Investigação e de Combate ao Crime Organizado (CAO-Crimo), permanecendo na função até julho de 2014. Neste período também exerceu representação do MPE-AM no Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas.

Fábio Monteiro concorreu em três eleições ao cargo de procurador-geral de Justiça, sendo o mais votado na última eleição, em 2014. Ele obteve 72 votos; o segundo colocado foi Alberto Nascimento, com 56 e o terceiro Paulo Stélio, com 49. De 2007 a 2011, o promotor também exerceu o cargo de presidente da Associação Amazonense do Ministério Público (AAMP).​

Roberto Brasil