Novo Presidente do TJAM quer dar mais celeridade ao judiciário

By -
Des. Flávio Pascarelli

Des. Flávio Pascarelli

Da Redação – Em entrevista exclusiva ao BLOG DA FLORESTA, o novo presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Desembargador Flávio Pascarelli, disse que o poder judiciário trabalha com pouca infraestrutura e que nestes tempos de crise prestar jurisdição com poucos recursos será o grande desafio. Para dar mais celeridade nos processos irá montar equipes de apoio e facilitar o uso da internet a todos os servidores.

Pascarelli também fez questão de falar sobre a transparência dos processos no judiciário: “uma pesquisa revelou que o judiciário está bem. É um dos sistemas mais transparentes. Temos o portal de transparência e somos controlados pelo CNJ e pelas partes. A crise de morosidade é permanente e leva ao descrédito da população”. Quanto ao aspecto da produtividade existem dois momentos, pois os processos precisam ter um tempo de execução. “A rapidez pode levar à práticas de injustiça. O assessor analisa antes e depois”, afirmou.
Crise permanente no judiciário devido à morosidade
“No diagnóstico realizado, os problemas detectados estão em algumas comarcas, como Manacapuru, nas Varas de Justiça, como a Maria da Penha, e em Ações de Improbidade iremos tomar medidas imediatas montando equipes de apoio para algumas Varas e assim dar maior celeridade”, informou Pascarelli.
“Antes a justiça era extra lenta agora é lenta, mas funciona, no interior do Amazonas não contamos com infraestrutura adequada e uma equipe (juiz, assessores e pessoal de apoio), o maior desafio é agora atender e estar preparados nestes tempos de crise” salientou o novo presidente do TJAM.
Biênio 2016-2018
Com um total de 12 votos, contra 7 da desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes, o desembargador Flávio Pascarelli (58 anos) foi eleito para o biênio 2016-2018  presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e irá tomar posse nesta segunda-feira (04), às 17h, no Teatro Amazonas. (MG)

Roberto Brasil