Nova rede social chega ao Brasil

By -
Rede social MeWe tem série de recursos gratuitos e pagos

Rede social MeWe tem série de recursos gratuitos e pagos

Em meio às constantes polêmicas sobre privacidade de usuários envolvendo o Facebook e seus apps afins –WhatsApp e Instagram–, está chegando ao Brasil neste mês o MeWe, rede social que se apresenta como uma opção mais privativa. Em apenas cinco meses de existência, a empresa obteve 1,5 milhão de usuários nos EUA e vê o Brasil como seu segundo mercado.

Disponível para iOS e Android, o app possui abas com conversas privadas, feeds de postagens para amigos (similar ao do Facebook) e áreas de notificações. Por não armazenar cookies (arquivos que armazenam dados de quem navega na internet), o MeWe garante que apenas os destinatários das conversas veem o que o usuário publica.

Além disso, o MeWe promete que nenhum dado pessoal de usuários será transformado em conteúdo publicitário –diferente do que o WhatsApp fez, ao anunciar a troca de dados dos usuários com o Facebook.

Versões gratuitas e pagas

O app também não tem anúncios e por isso lucra com formatos pagos de utilização. Para uso gratuito, o MeWe disponibiliza compartilhamento de fotos, vídeos, documentos, chats, discussões e mensagens de voz, além de armazenamento de até 8 GB em seus servidores.

A versão paga, que custa R$ 3,19 por mês ou R$ 19,99 por ano, inclui chat privado com criptografia ponta a ponta, até 500 GB de armazenamento de dados, download de aplicativos de grupos privados da MeWe App Store; imprimir fotos e selecionar cupons de promoções.

Roberto Brasil