NOTA DE REPÚDIO: PM AGRIDE REPÓRTER CINEMATOGRÁFICO

By -
Jackson Rodrigues

Jackson Rodrigues

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas – SJP/AM torna público o seu repúdio à agressão covarde praticada pelo tenente da Polícia Militar do Amazonas – PMAM, CARLOS EDUARDO ESTEVES VEDOR contra o Repórter Cinematográfico, JACKSON RODRIGUES, da TV Bandeirantes, no Amazonas. A lastimável agressão veio acompanhada da arbitrariedade contra o repórter que, após ser agredido fisicamente, recebeu voz de prisão, sendo detido, de forma arbitrária, e levado em viatura policial até o 1º Distrito Interativo de Polícia – DIP.

jackson

O SJP/AM, em nome de toda a categoria, não irá calar-se diante dos desmandos e abuso de autoridade de um PM despreparado para lidar com os profissionais da Imprensa e, por extensão, com a sociedade. Solicitaremos junto a Corregedoria da Polícia Militar a apuração dos fatos para que o agressor, ao final, possa ser punido. A agressão sofrida pelo repórter cinematográfico, JACKSON RODRIGUES será comunicada à Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ e à Federação Internacional de Jornalistas – FIJ, com sede em Bruxelas, na Bélgica, a fim de que possamos inserir a agressão sofrida pelo profissional no foco das ações das entidades em defesa do livre exercício da profissão de jornalista.

O SJP/AM condena todo ato de violência que fere o pleno exercício profissional e agride a Liberdade de Imprensa. Por fim, o SJP/AM, como entidade representativa dos jornalistas no território do Amazonas, solidariza-se com o repórter cinematográfico, JACKSON RODRIGUES, colocando à disposição a Assessoria Jurídica da entidade para as medidas que se fizerem necessárias.

Manaus, 27 de fevereiro de 2014.

DIRETORIA

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DO AMAZONAS – SJP/AM

Redação