No domingo haverá votação paralela no T.R.E.

By -

Urna eletronica

A justiça eleitoral realizará uma votação paralela, auditoria por amostragem no funcionamento da urna eletrônica, cumprindo o estipulado na lei. No sorteio realizado hoje foram selecionadas a zona 37ª (sessão 13) e a 40ª (sessão 174), as quais segundo o Presidente do TRE serão examinadas e em seguida substituídas para dar continuidade a votação do segundo turno neste Domingo (28).

O objetivo é testar e provar que a urna eletrônica não apresenta risco de fraude e assegura o respeito ao voto do eleitor em seu candidato, com isso comprova-se a lisura do processo eleitoral demonstrando que o programa da urna eletrônica não contem vícios.

Segundo as autoridades do T.R.E. a urna eletrônica instituiu no processo eleitoral a transparência, a confiança e a segurança na votação, afastando a fraude e assegurando a rapidez e eficiência na apuração.

Como funciona a votação paralela

A votação paralela acontecera no segundo turno eleições 2012 no auditório do Fórum Eleitoral e funciona a traves de um processo de votação em que participam quatro pessoas por urna eletrônica a ser auditada. As pessoas que participam são chamadas de conferente ou digitador e retira a cédula da votação paralela, anteriormente preenchida pelos representantes dos partidos políticos, confere os dados da documentação, mostra aos fiscais presentes e publico e entrega ao digitador para ser inserida no sistema de apoio a votação paralela.

Às 8:00 inicia-se o processo de auditoria e as 17:00 será encerrada a votação paralela. Nesta atividade esta prevista a digitação do código de encerramento da votação, emissão dos boletins de urna e gravação do disquete pela urna; emissão do relatório; emissão do boletim; recepção do arquivo do registro digital do vota e a emissão do relatório de verificação do arquivo digital.

Verificada a coincidência dos resultados obtidos nos boletins de urna com os dos relatórios emitidos pelo sistema de apoio a votação paralela e elabora-se a ata de encerramento dos trabalhos de auditoria das urnas eletrônicas, a qual será encaminhada a Presidência do T.R.E. Os demais documentos e materiais produzidos serão lacrados, identificados e encaminhados a Secretaria Judiciária, para arquivamento.///Mercedes Guzmán

Redação