No Dia Mundial do Pedestre, vereadores demandam mais sinalização para Manaus

By -

Ver. Mauro Teixeira

Da Redação – Nesta terça-feira (08), vários vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) falaram no pequeno expediente sobre a necessidade de melhorar e aumentar a sinalização na capital amazonense. O tema foi no Dia Mundial do Pedestre e na oportunidade foram reiterados vários requerimentos ao Instituto Municipal de Engenharia e fiscalização do Transito (Manaustrans).

Uma nota enviada ao Diretor da Manaustrans, Franklin Janã Pinto, pelo vereador Mauro Teixeira (PTN) solicita colocação de lombada redutora de velocidade na avenida Francisco de Queiroz, em frente ao Centro de Convivência do Idoso, bairro Manôa, foi apresentada no pequeno expediente da CMM e outros vários requerimentos para os bairros da zona norte.

Sinalização evita acidentes

“Estamos apresentando no Dia Mundial do Pedestre (08) vários requerimentos para sinalização em favor do pedestre em Manaus, colocação de lombadas e outros são necessários para diminuir os casos de acidentes de transito, assim pedimos ao diretor da Manaustrans”, disse o vereador Mauro Teixeira.

Informou ainda que vários requerimentos foram entregues a Manaustrans. “Hoje estamos apelando para o diretor Franklin Janã Pinto para que dê celeridade aos pedidos de colocação de lombada já que sabemos isto depende de uma regulamentação da própria instituição. As solicitações foram para os bairros Novo Israel, Colônia Santo Antonio, Colônia Terra Nova e Manoa da zona norte onde precisam melhorar e ampliar a sinalização.”

Faltam vagas para estacionar carros

O vereador Elissandro Bessa (PHS) disse que a Prefeitura vem trabalhando através  da educação, levando informação nas escolas, orientando para usar cinto de segurança e outros eventos nos shoppings de Manaus. “Vemos, infelizmente, que o pedestre não é respeitado e neste Dia Mundial do Pedestre temos que refletir. Os motoristas devem parar nas faixas de pedestre e sempre o pedestre tem prioridade.”

O parlamentar reconheceu que ainda falta muito a fazer especialmente na disponibilidade de vagas na capital. “Temos um projeto que funciona com um aplicativo para verificar vagas disponíveis na zona sul de Manaus, mas esta parado na justiça e sabemos que muitas vagas são usadas pelos servidores públicos que chegam cedo e voltam a tarde a suas casas. Estas vagas devem ser rotativas assim como em outras capitais”, finalizou.

Mercedes Guzmán

Roberto Brasil