Nenhum candidato pode ser preso

By -

presoSexta-feira (19) foi o último dia em que as autoridades poderiam deter ou prender candidatos a cargos eletivos nas eleições gerais deste ano. É o que estabelece o parágrafo 1º do artigo 236 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965). O mesmo artigo determina também que, a partir de 30 de setembro (cinco dias antes da eleição) até 48 horas após o término do pleito, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.

Mario Dantas