Natação amazonense registra novos recordes

By -
Eliza Maia foi uma das recordistas do torneio

Eliza Maia foi uma das recordistas do torneio

O fim de semana esportivo em Manaus foi marcado pela quebra de 35 novos recordes na natação amazonense, durante o Campeonato Estadual de Categorias e Festival Amazonense de Mirim e Petiz. A competição foi realizada durante três dias no Clube do Trabalhador (Sesi/AM), com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Fundação Vila Olímpica (FVO).

O evento foi encerrado no domingo (18) e prestou uma homenagem ao único técnico amazonense a participar de uma Olimpíada, o atual diretor-presidente da FVO, professor Aly Almeida.  

Aproximadamente 285 atletas, 13 clubes, além de um grande público estimado de 1,2 mil pessoas estiveram presentes no Sesi.

“Nossa presença aqui vem no sentido de apoiar todo um trabalho que já é feito na própria Vila Olímpica, mas que precisou ser interrompido temporariamente, por conta da reforma no parque aquático. Precisamos formar novos campeões”, disse Aly Almeida.

Entre os recordistas está o atleta Caio Vasconcelos, do La Salle, que registrou o tempo de 1min11 nos 100 metros peito, e 2min32 nos 200 metros peito.

Outro destaque foi Eliza Maia, do Instituto Pedro Nicolas, que bateu o recorde amazonense nos 800 metros livres, com o tempo de 56 segundos.

Os demais resultados podem ser conferidos no site http://www.cbdaweb.org.br/am.

“Vale ressaltar que o Nicolas também ganhou uma passagem aérea do Governo do Estado para disputar o Campeonato Brasileiro Juvenil, em João Pessoa”, informou o presidente da Fada, professor Vitor Façanha, o Botinho.

No dia 31 deste mês, também no Parque Aquático do Sesi, a Fada realiza a última competição da classe de Aspirantes e Master. O torneio fecha o calendário de eventos da temporada 2015 da federação. 

Mais apoio

O Campeonato Estadual de Categorias e Festival Amazonense de Mirim e Petiz foi organizado pela Federação Amazonense de Desportos Aquáticos (Fada), apoiado também pela Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer (Sejel); Secretaria de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), responsável pela doação dos troféus; e pelo próprio Sesi, que cedeu o parque aquático para a realização do evento.

“Eles nos deram toda a estrutura, inclusive com apoio médico e salva-vidas”, disse Botinho. 

Sobre o homenageado

Aly Almeida é, até hoje, o único técnico amazonense a participar de uma Olimpíada. O gestor é um dos fundadores do Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e tem toda uma história recheada de conquistas junto à natação brasileira, que começaram em 1978 e tiveram o ponto ápice durante 12 anos, período em que foi técnico da seleção nacional em competições como sul-americanos, pan-americanos, mundiais e Olimpíada.

O gestor foi treinador do atleta Eduardo Picininni, nos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992, e atua também há quase 40 anos como professor de Educação Física do Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

Roberto Brasil