“Não caio antes dela”, diz Eduardo Cunha a amigos

By -

DILMA-E-CUNHA-CHARGECom a credibilidade abalada e o futuro como presidente da Câmara dos Deputados incerto por conta das denúncias sobre os US$ 5 milhões encontrados em quatro contas na Suíça, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quer ir ao ataque contra a presidente Dilma Rousseff, a quem atribui a sua derrocada política. Segundo informações da coluna Expresso da revista Época, ele teria dito a amigos a seguinte frase: “não caio antes dela”.

A mesma coluna diz que Cunha tentará criar uma comissão para analisar o pedido de impeachment feito pelo jurista e fundador do PT, Hélio Bicudo, e esperará um relatório desta comissão até o dia 21 de outubro. O grande desafio seria obter os dois terços dos votos na casa que comanda para aprovar o pedido de impeachment. Se ele conseguir, Dilma será afastada do Senado até ser julgada.

Alertada das intenções de Cunha, Dilma estaria se preparando para se defender com a ajuda do STF (Supremo Tribunal Federal). A estratégia não seria novidade. De acordo com informações do jornalista Fernando Rodrigues, a presidente teria já instruído seus ministros para que preparem uma estratégica de defesa jurídica caso um processo de impeachment seja aberto na Câmara dos Deputados contra ela. A solução, segundo a reportagem viria justamente do Supremo.

Roberto Brasil