Na Aleam, Henrique Oliveira destaca papel da ZFM e defende criação de alternativas econômicas

By -
“É fundamental que os próximos governos invistam numa nova política", afirmou o vice-governador

“É fundamental que os próximos governos invistam numa nova política”, afirmou o vice-governador

O vice-governador do Amazonas, Henrique Oliveira, destacou, nesta quinta-feira (26), que a prorrogação da Zona Franca de Manaus (ZFM) até 2073 é uma conquista para manutenção de empregos, renda e investimentos, mas defendeu a criação de alternativas econômicas capazes de irradiar desenvolvimento principalmente para o interior do Estado.  O pronunciamento foi feito durante Sessão Especial em homenagem aos 48 anos do modelo, promovida pela Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

“É fundamental que os próximos governos invistam numa nova política, na qual se busque alternativas e modelos que não dependam de uma nova prorrogação da Zona Franca”, afirmou o vice-governador, que teve que deixar a solenidade pouco antes do término em razão do falecimento do pai dele, Benedito Milton de Oliveira, na manhã desta quarta-feira.

Henrique Oliveira, que é ex-deputado federal e chegou a ser relator, em 2012, da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 103/11, para prorrogação da ZFM por mais 50 anos, disse que uma das prioridades do governador José Melo é investir no desenvolvimento de novos modelos de desenvolvimento econômico no Estado.

“Com a Zona Franca temos Manaus como uma cidade-estado. É importante que todos os 61 municípios do interior, desde os mais próximos aos mais longínquos, possam ter esses mesmos benefícios com um modelo novo. O governador José Melo se preocupa com esse novo setor. Um setor que gere emprego e renda para o ribeirinho, para o homem e a mulher do interior, por meio da piscicultura, fruticultura, com o fortalecimento do setor primário”, afirmou Oliveira.

A solenidade realizada na ALE-AM, proposta pelo deputado estadual Serafim Corrêa, contou com a participação do superintendente interino da Suframa, Gustavo Igrejas; do prefeito de Manaus, Arthur Neto; do comandante do 9º Distrito Naval, vice-almirante Domingos Sávio; além de representantes do setor comercial e industrial do Amazonas e dos servidores da Suframa.

Presidida pelo deputado estadual Josué Neto, a sessão também marcou a instalação da Comissão de Indústria, Comércio e Mercosul da Assembleia Legislativa, que passa a ser presidida pelo deputado Serafim Corrêa. “Queremos avançar analisando nesta comissão os problemas do setor. É uma sessão de homenagem, mas também reflexão sobre o modelo Zona Franca de Manaus”, finalizou Serafim Corrêa.

Roberto Brasil