Municípios do Amazonas devem receber 42 novos profissionais do Programa Mais Médicos

By -
22 municípios amazonenses ofertaram 68 vagas

22 municípios amazonenses ofertaram 68 vagas

Dos 22 municípios  do interior do Amazonas que aderiram ano novo edital do Programa Mais Médicos, lançado pelo Governo Federal no mês de janeiro, 11 conseguiram atrair o interesse de profissionais, na primeira chamada, cujo resultado foi divulgado pelo Ministério da Saúde nesta semana. Esses 11 municípios devem receber um total de 42 novos médicos, explicou o Secretário Estadual de Saúde, Wilson Alecrim.

“No total, os 22 municípios amazonenses ofertaram 68 vagas, portanto, ainda restam 26 a serem preenchidas nas próximas chamadas, que estão programadas pelo Ministério da Saúde”, informou Alecrim.

Conforme dados repassados à Susam, nesta primeira chamada, foram contemplados os municípios de Barreirinha, Borba, Careiro da Várzea, Humaitá, Manacapuru, Manaus, Maués, Novo Airão, Parintins, Rio Preto da Eva e Tabatinga.

No Amazonas, permanecem com vagas abertas os municípios de: Benjamin Constant, Boca do Acre, Canutama, Carauari, Eurinepé, Lábrea, Manicoré, Santa Isabel do Rio Negro, Silves,  Tefé e Urucurituba, num total de 26 vagas.

Documentação – Os primeiros 42 médicos selecionados na primeira chamada já podem se apresentar aos municípios e fazer a entrega da documentação, para confirmação do vínculo com o programa. “Aqueles que forem confirmados, após análise da documentação, devem começar a trabalhar no início de março”, explicou Maria Keyla  Amorim, Coordenadora do Programa Mais Médicos no âmbito do Estado. Os profissionais têm até o dia 20 deste mês (exceto o período de Carnaval) para se apresentar. Os que não cumprirem essa etapa terão suas vagas disponibilizadas para a segunda chamada.

O Ministério da Saúde deve realizar mais duas chamadas, em fevereiro e março, priorizando o ingresso de médicos brasileiros, antes de abrir inscrições para os intercambistas – brasileiros com formação no exterior ou estrangeiros – a fim de preencher as vagas remanescentes.

Roberto Brasil