Mutirão da Catarata em Figueiredo realiza o sonho de ver melhor

By -

08Da Redação – O Mês de outubro em Figueiredo, não teve só festa para as crianças, o mutirão da catarata,fez a alegria de muita gente, as belezas naturais que cercam o município, agora fazem parte da visão de pessoas que tinham o olhar turvo por causa da doença.As cirurgias de catarata foram realizadas no Hospital Eraldo Neves Falcão,segundo o Diretor do Hospital Geral de Figueiredo, José Mauro Pinto da Rocha, hoje a cidade tem uma demanda de 135 pessoas que estavam na espera para fazer a cirurgia, mas com a chegada do mutirão mais de 50% das cirurgias foram realizadas duranteos dois dias.

A catarata é um turvamento progressivo do cristalino (lente natural do olho), interferindo na absorção da luz que chega à retina, provocando diminuição da visão, portanto, dependendo do grau da doença, as pessoas com catarata, tem a visão embaçada ou não enxergam quase nada. Não existem medicamentos que possam reverter a catarata, a melhor solução é a cirurgia. Por isso, a importância desse mutirão é imensurável, porque realiza o sonho de ver melhor.

A dona de casa Antônia Martins Ferreira 54 anos, após dois meses de espera para fazer a cirurgia de catarata, voltou a ver. “Estou muito feliz, operei um olho em Manaus, e agora estou aproveitando a oportunidade para fazer a segunda cirurgia, graças a Deus, da operação que fiz estou enxergando melhor”,  afirmou a dona de casa.

 

29

Doralice Cavalcante de Albuquerque, 70 anos, mora em Figueiredo a poucos meses, a dona de casa foi uma das beneficiadas.  ”Com o passar dos anos fui perdendo um pouco da visão, procurei um oftalmologista e ele me informou que esta característica é típica da doença, hoje estou feliz por ter feito a cirurgia, e graças a Deus vou voltar a enxergar novamente”, finalizou a dona de casa.

Com o avanço das técnicas de anestesia, hoje existe a possibilidade de realizar a cirurgia sem injeção ao redor do olho (anestesia tópica), utilizando, apenas, colírios anestésicos e sedativos endovenosos. Estes são usados antes da cirurgia de maneira que o paciente não tenha desconforto, e ao acordar, já consegue ter alguma visão. Não é necessário fechar o olho com tampão o paciente já sai da cirurgia com certo conforto, e, o uso dos colírios anti-inflamatórios é feito imediatamente após a cirurgia, possibilitando uma rápida recuperação.

O Mutirão da Catarata, na Terra das Cachoeiras beneficiou80 pessoas, e foi uma realização da Prefeitura de Figueiredo, através da Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SUSAM).//(David Almeida – Fotos: André Amazonas)

Mario Dantas