Mulher é presa com grande quantidade de drogas no Porto de Coari

By -

“Nega do Pó” confessou que transportava a droga

Por volta das 9h30 desta terça-feira, dia 18, Policiais Militares do 5° Batalhão de Polícia Militar em Coari, apreenderam 21 (vinte e um) volumes contendo uma substância, possivelmente pasta base de cocaína e cloridrato (brilho), ou seja, cocaína pura, no Porto de Coari, município localizado a 363 quilômetros, em linha reta, de Manaus.

Os volumes foram encontrados na lancha Rayuga, que vinha do município de Tefé, a 523 quilômetros da capital, também em linha reta e a 192 quilômetros de Coari, em linha reta. Segundo os policiais militares, quando a embarcação chegou ao porto, foi submetida a uma vistoria pela equipe policial e após revista feita nas malas dos passageiros foi encontrada a droga acondicionada em duas delas. Após breve verificação foi observado que pertencia a passageira Daykissiana Oliveira Salazar, de 20 anos de idade, conhecida em Manaus como “Nega do Pó”, do bairro São José 3, na zona Leste de Manaus.

Conforme os policiais que detiveram, Daykissiana, apesar de ela ter chorado no primeiro instante do flagrante, mostrou-se bastante fria durante o desenrolar da prisão, admitindo que já foi presa anteriormente, também por tráfico de drogas, e que seu marido também cumpre pena pelo mesmo crime, numa unidade prisional do Estado.

De acordo com major PM Pedro Moreira, comandante do 5° BPM, a apreensão aconteceu após determinação para abordagem de forma imprevista e não rotineira, de embarcações do tipo expresso, que fazem o trajeto Tefé-Coari como parte da Operação Policial na cidade de Coari, com o objetivo, inclusive, de reprimir o tráfico de armas e drogas.

Diante dos fatos, Daykissiana recebeu voz de prisão e foi conduzida e apresentada no 10° DIP ao Delegado de Polícia Civil, Mauro Duarte, para os procedimentos cabíveis. A droga apreendida, que será pesada e passará por uma breve perícia para identificar o tipo, foi entregue na Delegacia.

O major PM Pedro Moreira forneceu os telefones Linha Direta (97) 99182-4473, 190 e dele mesmo: (97) 99176-0597, para denúncias.

Roberto Brasil