Morre o bebê que foi baleado no útero da mãe no Rio de Janeiro

By -

O bebê Arthur havia nascido com um quadro de paraplegia (Márcio Alves/Agência o Globo)

Morreu na tarde deste domingo o bebê Arthur Cosme de Melo, que foi atingido por um tiro quando ainda estava no útero da mãe, Claudineia dos Santos Melo, de 28 anos. A direção do hospital em que ele estava internado, em Duque de Caxias, informou que houve uma piora no quadro clínico da criança devido a uma hemorragia digestiva intensa, diagnosticada às 5h30 desta manhã. O óbito foi confirmado às 14h05.

Segundo a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, o corpo de Arthur será encaminhado ao Instituto Médico Legal antes de ser liberado para o enterro. O procedimento é padrão em casos de violência.

Arthur estava em estado grave, mas já respirava sem a ajuda de aparelhos. A bala, que perfurou a pelve de Claudineia, passou de raspão pelo crânio da criança, entrou pelo ombro direito, atingiu a coluna e cruzou o pulmão. Devido aos ferimentos, o bebê havia nascido com um quadro de paraplegia. 

Claudineia estava grávida de 39 semanas quando foi baleada na saída de um mercado na Favela do Lixão, em meio a um confronto entre traficantes e policiais. Ela recebeu alta no dia 6 de julho.

VEJA

Roberto Brasil