Moradores do Ramal do Brasileirinho denunciam à Defensoria Pública novas ameaças para que deixem lotes que ocupam

By -

IMG_6827

Cerca de 100 moradores do Ramal do Brasileirinho, na zona leste de Manaus, foram recebidos pelo defensor público titular da Defensoria Especializada em Atendimento de Interesses Coletivos, Carlos Alberto Almeida Filho, nesta terça-feira, 26 de julho, e denunciaram que voltaram a receber ameaças para que deixem os lotes que ocupam na comunidade. A reunião com os comunitários ocorreu no auditório da sede da Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM), no bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus.

IMG_6859
O deputado estadual Dermilson Chagas, presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca e Desenvolvimento Rural da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), participou da reunião. Uma comissão de moradores também já havia procurado o deputado para pedir auxílio à comunidade, cuja maioria é composta por pequenos produtores rurais.
Os comunitários já haviam denunciado à DPE-AM, em maio deste ano, ameaças que, segundo eles, são feitas pela SB Imóveis, que disputa judicialmente a área que ocupam o Ramal do Brasilerinho. Após a primeira denúncia, o defensor público Carlos Almeida Filho visitou a comunidade e, segundo os moradores do local, as ameaças chegaram a diminuir, mas voltaram a ocorrer.
IMG_6861
Carlos Almeida Filho orientou que os comunitários reúnam provas para que a denúncia de ameaça seja formalizada e os órgãos competentes possam atuar. O defensor público também informou que a DPE-AM já iniciou a análise do processo judicial, que contém mais de 2.500 páginas, para identificar quais os mecanismos de defesa possíveis para resguardar o direito dos moradores do Ramal do Brasileirinho. 

Mario Dantas