Moacir Andrade recebe homenagem especial da Academia Amazonense de Letras

By -

Mas que justa a homenagem, que a Academia Amazonense de Letras (AAL) presta a essa grande figura do cenário cultural da nossa cidade, Moacir Andrade. Vamos? É  tempo de Sarau na Academia!

Mestre na sua arte plástica, ele também era poeta, desenhista. e escritor. Com vários trabalhos publicados, o artista ultrapassou fronteiras, expondo suas próprias produções em mais de 70 países, elevando o nome do nosso estado, mostrando através da sua arte um pouco do que viu, vivenciou e viveu sob a nossa existência cabocla.

A Academia de letras, mais uma vez abre suas portas para homenagear pessoas, que realmente merecem, e tem presença marcante dentro da história da vida do nosso estado, que deixaram um legado a serviço da sociedade, e que, através desse legado possamos construir algo melhor do que vivenciamos agora. Isso é relevante, pois existe a necessidade de caminharmos, já, sobre a luz de um futuro melhor.

O artista, que foi um dos fundadores do Clube da Madrugada, além dos vários caminhos da arte que trilhou, também lecionou aulas de Educação Artística na antiga Universidade do Amazonas (UA), Escola Técnica Federal, Colégio Estadual e no Colégio Militar.

Moacir chegou a morar no interior do estado com seus pais Severino Galdino de Andrade e Jovina Couto de Andrade, mas nasceu em Manaus no dia 17 de março de 1927. Trabalhou pela primeira vez como profissional, em 1948, numa empresa de construção civil, como desenhista, e sua primeira exposição individual foi em 09 de abril de 1952 na Escola Técnica Federal do Amazonas.

Entre suas principais obras literárias, se destacam: Moacir Andrade, Catálogos; Moacir Andrade, Desenhos; Manaus, Monumentos, Hábitos e Costumes; Amazonas, a Esfinge do Terceiro Milênio; Alguns aspectos da Antropologia Cultural do Amazonas; Tipos e Utilidades dos Veículos de Transportes Fluviais do Amazonas; Nheengaré ou Narrativas Amazônicas; Manaus, Ruas, Fachadas e Varandas; Tesouro de Icambiaba.

 

O evento começa hoje, sexta-feira, 31 de março, às 19h, na sede da Academia de letras, Casa Adriano Jorge, situada na Rua Ramos Ferreira, 1009, Centro histórico. Fazendo parte da homenagem, o acontecimento vai ter várias participações como a apresentação da Cia Experimental de Ópera, Mauri Mrq, Rojefferson Moraes, Pollyana Furtado, Almir Dinz, Otoni Mesquita, Van Pereira e Gracimoema Andrade, é bom agendar porque o Sarau na Academia é para o povo, e a entrada é franca.

 

 

Mario Dantas