Ministro Henrique Alves recebeu quase R$ 16 milhões das empreiteiras enroladas na Lava Jato

By -
 Ministro Henrique Eduardo Alves

Ministro Henrique Eduardo Alves

As investigações da Operação Lava Jato descobriram nas mensagens do Presidente da Câmara Eduardo Cunha, uma teia de interesses e lobby em favor da empreiteira OAS, enrolada até o pescoço nos desvios da Petrobras e agora parece também nas construções dos estádios para a Copa. Nessas mensagens entre Cunha e Léo Pinheiro, surgiu o nome do então presidente da Câmara em 2014 e candidato ao governo do RN, agora Ministro Henrique Eduardo Alves.

Henrique também trocou mensagens com o dono da OAS, Léo Pinheiro, numa delas diz que iria resolver gargalos no TCE/RN e no TCU, “vou para cima” teria dito o filho de Aluísio. Coincidentemente, o maior volume de doações declaradas na campanha de Henrique ao governo de 2014 no RN saíram das empreiteiras enroladas nos desvios e nos últimos escândalos no Brasil.

Seguem algumas das principais doações:

Queiroz Galvão
R$ 5.250.000,00 em 7 doações durante a campanha.

Odebrecht

R$ 5.500,000,00 em 2 doações durante a campanha.

OAS
R$ 3.100.000,00 em 4 doações durante a campanha

Galvão Engenharia

R$ 500.000,00 em 2 doações

Andrade Guitierrez

R$ 1.250.000,00 em 2 doações

TOTAL:
R$ 15.600.000,00

Mario Dantas