“Minha relação com Arthur é a melhor possível”, afirma José Melo

By -
José Melo / Arthur Neto

José Melo / Arthur Neto

O governador José Melo (Pros), candidato à reeleição pela coligação ‘Fazendo mais por nossa gente’, declarou nesta terça-feira, 14 de outubro, que sua parceria com o prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto (PSDB) está mantida e que sua relação é a melhor possível. Melo e Arthur tiveram primeiro encontro público depois do primeiro turno das eleições durante a posse do novo procurador de Justiça do Ministério Público do Estado, Fábio Monteiro, na sede do MPE, no bairro Ponta Negra, zona oeste da capital.

O governador e o prefeito de Manaus se cumprimentaram e fizeram fotos ao lado do novo procurador do MPE. Segundo Melo, a parceria com Arthur Neto segue e tem como interesse maior a cidade de Manaus. “Minha relação com o Artur é  a melhor possível. Temos uma relação que não tem mácula. Relação institucional que está dando resultado. O interesse maior é o da cidade de Manaus”, disse

O governador ressaltou que a parceria mantida com a prefeitura de Manaus tem gerado bons resultados e está em pleno andamento. “Eu tenho orgulho de ter um prefeito de superlativos”, elogiou Melo, fazendo alusão às parcerias entre estado e prefeitura, como o convênio de R$ 100 milhões para asfaltamento de mais de 4 mil ruas nas zonas norte e leste da cidade, a recuperação do Proama após o acidente que interrompeu o fornecimento de água para aquela região, além de parceria no transporte coletivo para garantir o preço da passagem de ônibus. Em seu plano de governo, Melo prevê a expansão da parceria para as áreas de educação, saúde e mobilidade urbana, modelo que será reproduzido com as prefeituras municipais do interior.

Questionado sobre o candidato que apoiaria para à  presidência, Melo afirmou que decidiu seu voto ainda no primeiro turno, mas que vai se manter neutro em respeito aos eleitores e aos partidos da sua base aliada. “O povo do Amazonas  tem que ser livre para escolher. Não me arredei das minhas propostas nem do que penso sobre o voto do eleitor, da liberdade que o eleitor tem para votar. Mesmo na qualidade de governador, não me sinto nessa posição. O voto é de acordo com a sua consciência”, disse.

Melo ressaltou que desde o início do pleito eleitoral os partidos que compõem a sua base de apoio têm liberdade para escolher os caminhos na disputa presidencial. Disse que não pressionou e que não vai mudar esse posicionamento.

“Eu tenho uma coligação com partidos que apoiam o Aécio Neves e a Dilma Rousseff. Desde o início, respeitei a liberdade de cada um deles. Minha coligação tem partidos que apoiavam o pastor Everaldo. Candidatos que apoiavam a Marina. Sempre houve essa liberdade para cada um deles escolher os seus caminhos. Nunca exerci, na condição de governador ou candidato, pressão”, explicou.

Mario Dantas