Michelle Obama é chamada de “macaca de salto alto” na internet

By -
Pamela Taylor foi afastada de seu emprego após os comentários racistas contra Michelle Obama

Pamela Taylor foi afastada de seu emprego após os comentários racistas contra Michelle Obama

Uma postagem racista sobre a primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, gerou controvérsias em uma pequena cidade da Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos. Após a eleição de Donald Trump, Pamela Taylor, representante de uma instituição sem fins lucrativos no condado de Clay, publicou em seu perfil no Facebook: “Será revigorante ter uma primeira-dama elegante, bonita e digna na Casa Branca. Estou cansada de ver uma macaca de salto alto”.

A postagem infeliz ainda recebeu um comentário de Beverly Whaling, prefeita da cidade de Clay. “Apenas fez meu dia, Pam”, escreveu. Com 491 habitantes, a cidade não tem moradores negros, de acordo com censo de 2010. Em todo o condado de Clay, que conta com 9.000 habitantes, mais de 98% são brancos.

De acordo com emissora local WSAZ, Taylor apagou a postagem assim que começou a receber críticas, mas não escapou de ser afastada de seu emprego na Corporação de Desenvolvimento do Condado de Clay, na segunda-feira. Em entrevista à rede, Taylor disse compreender que o post poderia ser “interpretado como racista, mas de forma alguma tinha essa intenção”. Segundo ela, o comentário foi uma forma de expressar uma opinião pessoal sobre “atração física”, não sobre “a cor da pele” de Michelle.

Prefeita de Clay renuncia

Já a prefeita de Clay alegou que seu comentário na postagem da amiga foi mal interpretado e se desculpou pelo caso ter “saído de controle”. “Eu estava me referindo que o que fez meu dia foi a mudança na Casa Branca!”, disse Whaling ao jornal Washington Post. “Aqueles que me conhecem sabem que não sou racista!”. Whaling renunciou ao cargo e disse estar sendo vítima de ameaças de morte e que o condado de Clay fracassou em garantir sua segurança.

Roberto Brasil