Megaoperação conjunta na zona Norte resulta em autuações, apreensões e interdições

By -
O objetivo é coibir a prática de infrações e delitos

O objetivo é coibir a prática de infrações e delitos

A Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado realizaram, neste final de semana, uma megaoperação conjunta, marcando o começo de uma série de fiscalizações que serão realizadas na cidade com a finalidade de coibir a prática de infrações e delitos. Um dos locais visitados foi a Praça de Alimentação da Cidade Nova, na zona Norte, onde os 15 boxes destinados à comercialização de alimentos foram autuados pelos fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e policiais civis da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema). 

Durante a operação, os estabelecimentos que têm alvará de licença para funcionarem apenas como lanchonetes tiveram equipamentos de som (caixas e mesas amplificadoras) apreendidos por estarem praticando poluição sonora. Em um deles, um grupo de pagode fazia som ao vivo.  O local já foi denunciado diversas vezes e já havia sido interditado pela Semmas.

operaçao-conjunta-02A operação contou com policiais do Comando de Policiamento de Área (CPA) Norte, da Policia Militar do Amazonas, agentes do Departamento de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), que realizaram vistorias em veículos tunados estacionados em postos de gasolina e bares. Dois carros equipados com som tunado e os lacres das placas violados foram apreendidos e rebocados para o parqueamento do Detran-AM. Os carros foram abordados em frente à Praça de Alimentação da Cidade Nova.

A ação integrada também abordou e interditou para uso de som bares estabelecidos no entorno da praça, na avenida Max Teixeira, e até um parque de diversões. Uma igreja que realizava um culto com som alto foi orientada pelos fiscais da Semmas a baixar o volume.

A ação contou com a presença do secretário adjunto de Operações da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), Pedro Florêncio. Segundo ele, a efetiva participação dos órgãos atuando de forma conjunta, cada um dentro das suas atribuições, garantirá o êxito das ações. Para a diretora de Fiscalização da Semmas, Regina Cerdeira, já foi possível perceber a diferença no ambiente do local com a redução do ruído.

operaçao-conjunta-03“O objetivo é trabalhar em parceria e é nesse sentido que devem ocorrer as próximas ações fiscalizadoras, com a relevante participação de todos os órgãos de controle”, afirmou.  Ela lembrou que o trabalho de fiscalização desenvolvido nas feiras e mercados, iniciado na semana passada, já vem logrando êxito. Desde a última sexta-feira, 10, os permissionários da Feira do Coroado, zona Leste vêm atendendo às interdições para uso do som nos boxes destinados a venda de alimentos. A do Coroado foi a primeira feira visitada pela fiscalização visando coibir o uso de equipamentos sonoros, terminantemente proibidos nesses locais, de acordo com a legislação que rege o funcionamento de feiras e mercados da cidade.

Na sexta-feira, 10, a Semmas e o Batalhão Ambiental da Polícia Militar realizaram operação de combate à poluição sonora em bares da zona Oeste e Centro-Sul.

Roberto Brasil