Médico do Rio Grande do Sul participa de Missão Humanitária realizada em Manaus

By -
Equipe no Aeroporto de Manaus, antes de partir para Manicoré.

Equipe no Aeroporto de Manaus, antes de partir para Manicoré

O Coordenador de Especialidades Cirúrgicas do Hospital Moinhos de Vento, Artur Seabra, participou recentemente de uma Missão Humanitária promovida pela ONG Britânica Hernia International. A ação promove cerca de 20 missões anuais ao redor do mundo, em países de média e baixa renda, desde 2005. No total foram realizadas cirurgias em 78 pacientes, com a correção de 86 hérnias (alguns pacientes tinham mais de uma), incluindo casos de alta complexidade.A Missão teve início no Município de Manacapuru, a 90km de Manaus. Além do professor e cirurgião inglês Andrew Kingsnorth, que coordena a missão e participa duas vezes por ano, estiveram presentes os médicos David Earle (Estados Unidos), Angelo Sorge (Itália), Antonella de Rosa (Inglaterra), Jonh Hack (Austrália), Flavio Malcher (Rio de Janeiro) e Luiz Alfredo Soares Jr. (Maranhão). Neste município, foram dois dias de atividades em Centro Cirúrgico. As intervenções foram realizadas em três municípios.

O Coordenador de Especialidades Cirúrgicas do Hospital Moinhos de Vento, localizado em Porto Alegre, juntou-se à delegação em Manaus, juntamente com o médico Alberto Meyer (São Paulo). Na ocasião, foi realizado o Simpósio Internacional de Cirurgia de Hérnia, que contou com uma programação teórica e cirurgias demonstrativas (hérnias complexas) e teve a participação de professores e residentes de cirurgia do Hospital Universitário Getúlio Vargas.

Equipe médica no Hospital Universitário de Manaus

Equipe médica no Hospital Universitário de Manaus

Após o evento, o grupo se deslocou até Manicoré, município localizado a 390 km de Manaus, com acesso exclusivamente aéreo ou fluvial. No local foram realizados dois dias de atividades intensas em Centro Cirúrgico.

Além de realizar as cirurgias, Seabra teve a oportunidade de exercer a coordenação geral das atividades entre 16 a 21 de agosto. “Foi uma experiência muito gratificante, pessoal e profissionalmente. Pudemos conhecer uma realidade completamente diferente da nossa, auxiliar uma população extremamente carente e, ao mesmo tempo, conviver e trocar experiências com cirurgiões de renome internacional”, relata.

Mario Dantas