MCTI vai instalar parque tecnológico no Amazonas

By -

a5ce42c2-c8c0-4cc8-ae69-e0f08ec4f0d2

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) vai instalar um parque tecnológico em Manaus. O anúncio foi feito pelo secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCTI, Eron Bezerra, em reunião com instituições de ensino e pesquisa na tarde de hoje. Atualmente, apenas as regiões Sul e Sudeste têm parques em funcionamento.

De acordo com Eron, os parques não têm estrutura física formal, apenas a “expertise” de instituições de ponta e têm como objetivo principal integrar a academia, o governo e as empresas. “A Amazônia tem vários desafios que precisam de resposta. O parque poderia servir pra isso”, afirmou.

O governo faz investimento na pesquisa, que pode ser demandada de acordo com o problema enfrentado por uma empresa. Essa, por sua vez, também pode aplicar recurso na pesquisa que lhe interessar, por meio do parque.

Em 2013, R$ 7,5 bilhões foram aplicados em pesquisa por empresas, com renúncia fiscal de R$ 1,5 bilhões. “Podemos aproveitar as empresas que já possuem seu Projeto Produtivo Básico, que precisam investir em Pesquisa e Desenvolvimento, e colocar dentro do arranjo do parque, por exemplo”, disse o secretário.

Uma comissão das instituições de ensino e pesquisa será montada. Em reunião com o Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam), o projeto também foi apresentado. Representantes das indústrias devem fazer parte dessa comissão.

UFAM, UEA, Inpa, Embrapa e IFAM fazem parte dessa fase inicial. O MCTI deve trazer outras instituições de pesquisa para o projeto, comoo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), o Instituto Nacional de Tecnologia (INT), Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), laboratórios de nanotecnologia, dentre outras.

De responsabilidade do Ministério da Ciência e Tecnologia, a construção de parques tecnológicos pode gerar benefícios econômicos para uma determinada comunidade, pois reúne num mesmo espaço empresas, instituições de ensino, incubadoras de negócios, centros de pesquisa e laboratórios e criam um ambiente favorável à inovação tecnológica.

Mario Dantas