Matriculas em atividades físicas na Minivila Olímpica do Coroado crescem mais de 100%

By -

Cada dia mais pessoas estão procurando a Minivila Olímpica do Coroado, na zona Leste, para praticar alguma atividade esportiva. Atividades como natação, hidroginástica, futsal, tênis de quadra e treinamento funcional, por exemplo, atraíram 1.950 usuários matriculados, apresentando um crescimento de 145% em relação a janeiro deste mesmo ano quando havia 680 matriculados. A minivila recebe, ainda, aproximadamente 350 usuários livres que frequentam o espaço para fazer caminhadas e aulões de dança.

A Minivila Olímpica do Coroado é um dos aparelhos esportivos urbanos administrado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel). “A população tem se interessado cada vez mais pelo esporte, pelas atividades oferecidas pela Prefeitura de Manaus, o que é muito gratificante para nós. Todo esforço e dedicação que exercemos, conforme recomendação do prefeito Arthur Neto, são válidos, pois estamos evitando que as pessoas se deixem ficar sedentárias”, afirmou o secretário da Semjel, Mário Barros.

Para obter esse resultado, dois fatores são apontados como preponderantes: o aumento do número de vagas oferecidas à população e o empenho dos funcionários e professores que interagem com a comunidade e, a cada dia, convencem mais pessoas a participar das atividades, mostrando seus benefícios e a qualidade dos serviços oferecidos.

“Recebemos muitos elogios em relação ao bom tratamento dado a adultos, crianças, idosos e Pessoas com Deficiências (PCD’s). Os professores são competentes, têm sensibilidade social e realizam exercícios que proporcionam uma melhoria na qualidade de vida dos alunos, em diversos aspectos. Além disso cumprimos metas que são determinadas pelo prefeito Arthur Virgílio, tudo isso contribuiu para esse aumento significativo”, explicou Alexsandre Barbosa, diretor do Departamento de Esporte da Semjel,

Ana Caroline, matriculada nas aulas de natação e frequentadora assídua dos aulões de dança, procurou as atividades oferecidas na minivila em busca da qualidade de vida. “Sou matriculada desde agosto de 2015 e quando comecei, estava “cheinha”. As aulas me ajudaram a entrar em forma e a ter mais resistência física. Com certeza foi um ganho para mim”, disse.

Já a aposentada Lúcia de Fátima Cardoso começou a praticar exercícios regularmente por recomendação médica. “Tenho problemas com triglicerídeos altos e minha médica sugeriu que eu praticasse atividades físicas para ajudar a me manter saudável. A Minivila é perto da minha casa e conta com atividades e aparelhos de qualidade e eu não preciso pagar nada para me exercitar. Claro que, tudo de acordo com a minha idade, nada de exercícios muito pesados”, comentou.

A professora de Educação Física da Minivila Olímpica do Coroado, Paula Menta, conta que possui alunos que começaram a praticar exercícios físicos por conta da obesidade. “Tenho alunos que são obesos mas que têm conseguido perder peso com os aulões de aeróbica. É um benefício para a saúde deles”, comentou.

Roberto Brasil