Maternidade Nazira Daou inaugura albergue para alojar mães de recém-nascidos internados para cuidado intensivo

By -
O espaço contará com 8 leitos e teve recursos da ordem de R$ 450 mil

O espaço contará com 8 leitos e recebeu recursos da ordem de R$ 450 mil

Secretaria de Estado da Saúde (Susam) inaugura nesta sexta-feira (26), às 9h, a ala de albergue da Maternidade Nazira Daou. O secretário estadual de Saúde em exercício, José Duarte dos Santos Filho, explica que o espaço, que contará com 8 leitos, é destinado a alojar as mães cujos bebês, nascidos na unidade, precisem permanecer internados por mais tempo, recebendo cuidados intensivos especializados, como é o caso dos prematuros. Para a implantação do albergue, foram investidos recursos da ordem de R$ 450 mil. A inauguração do local marca, também, o aniversário de 12 anos de funcionamento da Maternidade Nazira Daou, localizada no bairro da Cidade Nova II, zona Norte.

José Duarte salienta que, com a criação dos 8 leitos de albergue, a Susam aumenta a capacidade de atendimento da Maternidade da zona Norte, pois as mães que anteriormente precisavam, mesmo de alta médica, ser mantidas nos leitos de alojamento conjunto para fazer o acompanhamento de seus bebês, agora terão um espaço específico para alojá-las. “O ambiente do albergue foi projetado para que a mãe sinta-se mais próxima do ambiente familiar e possa, sempre com livre acesso às alas de tratamento intensivo, dar o suporte ao seu bebê, fornecendo o próprio leite para a amamentação nautral e estabelecendo o vínculo emocional tão importante no processo de recuperação do recém-nascido”, disse o secretário.

Maternidades como a Ana Braga, Balbina Mestrinho e Instituto da Mulher Dona Lindu já dispõem de albergue para as mães. De acordo com a Gerência de Maternidades da Susam, a próxima unidade da rede a dispor do espaço será a Maternidade Azilda Marreiro, que fica no bairro Monte das Oliveiras e, posteriormente, a Maternidade Alvorada, no bairro do mesmo nome. “Temos trabalhado para adequar cada vez mais as maternidades estaduais às diretrizes da Rede de Saúde Materno-Infantil, a chamada Rede Cegonha, que prevê o fortalecimento das boas práticas para o parto humanizado”, diz Mônica Melo, gerente de Maternidades da Susam.

Estrutura – Inaugurada em 27 de setembro de 2002, a Maternidade Nazira Daou dispõe de 69 leitos. Eles estão distribuídos entre o atendimento obstétrico e os cuidados intensivos neonatais. A unidade realiza uma média de 600 atendimentos mensais, com cerca de 430 partos.

Assim como a Maternidade Balbina Mestrinho, a unidade dispõe de um serviço ambulatorial voltado para o acompanhamento pré-natal de gestantes de alto risco. Foi, ainda, a primeira da rede estadual de saúde a ser credenciada, junto ao Ministério da Saúde, para implantação da unidade de cuidados intensivos Canguru (método de continuidade de cuidados aos recém-nascidos prematuros). A maternidade também tem, desde 2005, o título de Hospital Amigo da Criança, que é concedido pelo Unicef e Ministério da Saúde às unidades que executam programa de apoio, proteção e estímulo ao aleitamento materno.

Roberto Brasil