Mário Frota faz discurso inflamado, destaca texto de general e pede o impeachment da presidente Dilma

By -

 

Gal. Guilherme Oliveira

Gal. Guilherme Oliveira

Depois de destacar o artigo assinado pelo General-de-Exército e Comandante Militar da Amazônia (CMA), Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, veiculado no jornal Diário do Amazonas, de domingo (11/10), intitulado “Quem são os inimigos da sociedade brasileira”, o vereador Mário Frota, líder do PSDB na Câmara Municipal de Manaus (CMM) fez um discurso inflamado, do plenário do Poder Legislativo Municipal, pedindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

O parlamentar leu parte do artigo de Guilherme Theophilo, ao criticar a atual administração brasileira que “enfrenta uma crise econômica, política, institucional e moral sem precedentes. Dólar ultrapassando os R$ 4,00; alta da inflação e das taxas de juros; restrição e dificuldade de acesso ao crédito; medidas de arrocho anunciadas recentemente pelo governo; retração da indústria; diminuição da confiança dos investidores externos; perda de grau de investimento em agências de classificação de risco; diminuição da confiança da população no atual Governo; aumento da quantidade de requerimentos de abertura de processo de impedimento (impeachment) presidencial; acusações do TCU de que o Governo cometeu crimes de responsabilidade fiscal; escândalos de corrupção recentes denunciados pela Operação Lava-Jato da Polícia Federal, que investiga o grande esquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobrás, grandes empreiteiras do país e políticos; aumento crescente da quantidade e do vulto das manifestações populares, clamando pela moralização da coisa pública, e que refletem o sentimento dominante e generalizado de que a sociedade já está farta de tantos e sucessivos escândalos de corrupção; dentre outros que confirmam a crise”.

De acordo com Mário Frota, o alerta do General Guilherme Theophilo é motivo para uma profunda reflexão por parte da sociedade organizada. “Eles, do Exército, são muito unidos e esse artigo leva a crer que não é o pensamento de uma só pessoa, mas de todo um staff. Por outro lado, não acredito em intervenção militar, mas a matéria deixou patente o descontentamento das Forças Armadas com a crise que se instalou no país”. Na oportunidade o vereador deixou claro que é radicalmente contra qualquer tipo de ditadura. “Mesmo porque, quando fui deputado federal, combati veementemente o governo militar que se instalou no Brasil, em 1964”, lembra Mário.

Depois de destacar o texto do Comandante Militar da Amazônia, Mário Frota pediu o empenho dos vereadores para assinarem o abaixo assinado, justificando, dentre outros motivos, as pedaladas julgadas e reprovadas por unanimidade pelos integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU). Veja a seguir o teor do abaixo assinado.

“Nós, vereadores e vereadoras eleitos pela vontade soberana do povo do município de Manaus vimos, através desde abaixo assinado, solicitar aos ilustres integrantes da Bancada Federal do Amazonas no Congresso Nacional, integrada por oito deputados federais e três senadores da República, a envidar esforços favoráveis ao impeachment da Presidente Dilma Rousseff, luta hoje pleiteada por milhões de brasileiros, pelas razões amplamente expostas pela imprensa nacional, envolvendo o seu governo em graves escândalos, a exemplo dos que atingiram a Petrobras, as famigeradas pedaladas (agora por unanimidade julgadas e reprovadas pelos integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU), e o setor de energia nuclear, todas elas devidamente comprovadas nos documentos apresentados à Câmara dos Deputados pelo ex-promotor e ex-deputado federal Hélio Bicudo, fundador do PT nacional e pelo advogado Miguel Reali Júnior, dois dos mais conceituados juristas deste País”.

Mario Dantas