Manicoré sai do isolamento 30 anos após abandono da BR

By -

12366536_1136121379754627_1108423029_n (2)

O município de Manicoré está desde sábado interligado via rodoviária com o Brasil e com o Pacífico, após a entrega das obras de recuperação de 84 quilômetros da BR 174, que liga o município à BR 319 e daí a Manaus (5h de carro) e a Porto Velho (6h30). A liberação da estrada – fechada para o tráfego há mais de 30 anos – foi feita oficialmente neste sábado (12) pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e de Transporte (Dnit), Fábio Galvão, e pelo deputado federal Alfredo Nascimento (PR-AM), que viabilizou os recursos para a obra.

12366644_1136121389754626_534958412_n

“Acabou o isolamento”, festejou o prefeito de Manicoré, Lúcio Flávio do Rosário, ao destacar que a recuperação da rodovia era “um sonho antigo de todos os manicoreenses e que agora é realidade graças ao trabalho e ao empenho do deputado Alfredo Nascimento, que não mediu esforços para que – mesmo num momento de grave crise econômica – a obra fosse concluída”. O prefeito lembrou que Alfredo tem sido “um grande amigo e parceiro de Manicoré” ao ser responsável diretamente pela realização das duas grandes obras do município – o porto e a br 174.

12380485_1136121339754631_311708_n

Na solenidade, Alfredo disse que viabilizou a obra do porto e da Br 174 por entender que eram fundamentais para mudar a vida das pessoas do município. “São obras que mudam a vida das pessoas, trazem integração, qualidade de vida, oportunidades e perspectivas econômicas para todos”, disse. A obra de recuperação dos 84 quilômetros da BR 174, segundo Fábio Galvão, durou quase dois anos e exigiu investimentos de R$ 16,5 milhões na composição da nova base da estrada, revestir a base com piçarra, substituição de três pontes de madeira (sobre o rio Amapá – 96 metros; rio Matupiri – 84 metros; e igarapé Jatuarana – 24 metros), além de substituição de bueiros. A interligação rodoviária vai estimular a economia do município, que é um dos maiores produtores de melancia e um importante polo extrativista.

Até então, para chegar a Manaus a viagem por barco durava mais de 48 horas. “Agora o povo de Manicoré está a apenas 5 horas de Manaus e a 7 de horas de Porto Velho. Manicoré agora está ligada com o Brasil e com o pacífico pela Venezuela”, destacou Alfredo Nascimento.

Mario Dantas