Mais de dois mil religiosos reafirmam voto em Amazonino Mendes

By -

Aproximadamente duas mil pessoas deixaram seus lares, na manhã ensolarada deste domingo (20), para reafirmar o voto de confiança na candidatura de Amazonino Mendes (PDT) ao governo do Estado. O encontro, ocorrido em uma casa de eventos, bairro Ponta Negra, Zona Oeste, reuniu membros, líderes e dirigentes da Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Amazonas (IEADAM), entre eles o deputado federal Silas Câmara (PRB). Participaram também da reunião o prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), o vice-prefeito Marcos Rotta, ambos do PSDB, e a primeira-dama Elisabeth Valeiko.

Governador por três mandatos, Amazonino Mendes disse que esta campanha é especial, em razão da situação de caos instalada no Estado. “Quero agradecer por este encontro, que traduz solidariedade e compreensão. Já vivenciei muitas campanhas. Cada campanha tem um sabor e cores diferentes. Esta campanha é marcada por uma vontade especifica por tirar o Estado de uma situação delicada, do momento difícil. É preciso que os amazonenses parem para pensar diante desta lastimável situação. É a eleição mais importante dos últimos tempos. Ou nós salvamos o Estado ou vamos todos padecer”, comentou.

O candidato alertou os religiosos para as promessas fictícias apresentadas no pleito. Ele criticou a dívida anual paga pelo Executivo dos juros oriundos de empréstimos. “Não é correto confundir administração com obras. Administrar é difícil. Obra todo mundo faz. Basta ter dinheiro ou arrumar recurso emprestado. Administrar com excelência, cuidar da saúde, educação, segurança, finanças, aí é que se encontra o problema. Elas são básicas, fundamentais. Isto o povo não vê, não é comunicado”, disse. “E o povo se equivoca. Às vezes uma grande administração é condenada pelo povo. E às vezes uma administração farsante, mentirosa, hipócrita e enganosa é aplaudida. Hoje nós pagamos R$ 800 milhões por ano, pelos juros de dívida pública, recurso para pagar empréstimos. É um absurdo, descaso e descompromisso. Falta de amor com a gestão pública”, completou o líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”.

O deputado federal Silas Câmara (PRB) disse que no próximo domingo (27) o eleitor vai escolher o comandante para reconstruir o Estado. “Estamos aqui para lhe agradecer por ter aceitado o desafio de reconstruir o Estado. Somente uma pessoa capacitada como o senhor, para colocar novamente o Amazonas no trilho”, frisou.

O líder da IEADAM, pastor Jonatas Câmara, informou que estiveram presente na reunião os membros e líderes das 1.170 congregações espalhadas pela capital amazonense.

Governo

O prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), informou que vai governar a capital ao lado do ex-governador Amazonino. Ele ressaltou a imediata posse do novo chefe do Executivo estadual para estancar gastos dispendiosos de recursos públicos do estado. “A posse do novo governador deve ocorrer logo após o pleito, o mais rápido possível. Acabou a eleição, toma posse e vamos à luta. Estou ansioso para trabalhar junto com o Estado porque não aguento mais governar com o isolamento. É perverso o que estão fazendo com os recursos. Amazonino se elege e vamos unir o Estado”, destacou.

Roberto Brasil