Mais de 6.500 integrantes das Forças Armadas e SSP estarão envolvidos nesta eleição

By -

Serão 2.300 policiais militares que deverão atuar durante o pleito deste domingo (27). Do total, 1.300 estarão em Manaus e 1.000 foram deslocados para cobrir o interior do Estado. As equipes começaram a ser encaminhadas para os municípios na última terça-feira (23) até o sábado (25), véspera do pleito.

Nos 443 locais de votação existentes em Manaus, a Polícia Militar fará a guarda de 224 locais e os demais estarão sob a responsabilidade das Forças Armadas. As equipes irão se organizar principalmente nos locais onde haverá maior concentração de eleitores e autoridades.

Quem for pego cometendo crime eleitoral, será encaminhado pelo policiais para a Arena do Amazonas (antigo Amadeu Teixeira), na avenida Constantino Nery.

Assim como no primeiro turno, serão utilizadas 284 câmeras para o monitoramento do pleito eleitoral, sendo 272 delas em Manaus e mais 12 em Presidente Figueiredo, tudo coordenado no Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM). Nos demais municípios, o CICC atuará com o modelo de Célula Integrada de Coordenação Operacional (Cicop), que contará com representantes das Polícias Civil e Militar e do TRE-AM.

Assim como no primeiro turno, militares das Forças Armadas irão integrar as equipes de segurança distribuídas em todo o Estado. Serão 4.362 militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira que irão atuar durante o 2º turno.

Somente o Exército deixará a disposição 3.700 homens que estarão distribuídos em 21 municípios e em 454 locais de votação. Já pela Marinha serão 358 homens, que irão atuar principalmente no município de Itacoatiara, a 176 km de Manaus.

A Força Aérea Brasileira vai disponibilizar 304 homens para realizar a segurança no município de Manacapuru, que fica a 68 km de Manaus.

Roberto Brasil