Mais de 1t de drogas já foram apreendidas no Estado em 2016

By -
"Precisava ser feito algo para frear as investidas dos grupos criminosos", frisou fontes

“Precisava ser feito algo para frear as investidas dos grupos criminosos”, frisou Fontes

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) já registrou a apreensão de 1 tonelada de drogas neste ano em todo Estado, como resultado de operações e investigações integradas dos órgãos que compõem o sistema.

O balanço foi divulgado pelo secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, durante palestra sobre “Atuação dos órgãos de segurança pública estaduais contra delitos  transfronteiriços e ambientais na faixa de fronteira da Região Amazônica”, no Simpósio de Assuntos Jurídicos no Comando Militar da Amazônia (CMA) na quinta-feira (17).

De acordo com o Sérgio Fontes, as ações integradas dos órgãos (Polícias Civil, Militar, SSP-AM e forças federais) vêm trazendo bons resultados para o Amazonas, como a apreensão recorde de 10,5 toneladas em 2015, somatória superior aos últimos dez anos.

Durante o evento, o secretário destacou que 99% da droga apreendida no Amazonas é considerada droga de transporte, ou seja, com alto teor de pureza, e que ainda irá gerar quantidade três vezes maior.

Sérgio Fontes destacou que o combate intenso ao tráfico de drogas, iniciado em 2015, visa desarticular as investidas do crime organizado, responsável pelo alto índice de mortes em Manaus e demais crimes violentos. “Não é nosso principal foco de ação, mas precisava ser feito algo para frear as investidas dos grupos criminosos, para que o Amazonas inicie uma tendência de redução de crimes violentos, como os homicídios”, disse Fontes.

Segurança na fronteira – Desde o ano passado, o combate ao tráfico de drogas ganhou reforço na fronteira do Estado por meio da ‘Base Anzol’, conforme destacou o secretário.  A base foi posicionada estrategicamente, a 59 quilômetros do município de Tabatinga, onde todas as embarcações que trafegam pelo rio Solimões são vistoriadas para que seja evitada a entrada de entorpecentes e mercadorias contrabandeadas no Amazonas. Atuam na ‘Base Anzol’ agentes da Polícia Federal, com apoio de policiais militares e civis e militares das Forças Armadas.  “Estamos com certeza impedindo que os traficantes passem com droga nessa rota”, concluiu Fontes.

balanço-sergio-fontes-02Apreensões- Ele destacou que já no início deste ano, as ações dos órgãos de segurança renderam bons frutos no combate a criminalidade. No mês de fevereiro, policiais militares juntamente com a Polícia Federal, na Operação ‘Sentinela’, apreenderam aproximadamente 200kgs de drogas, em Santo Antônio do Içá, na fronteira.  A droga foi encontrada após abordagem e revista pelos policiais militares no interior da embarcação Elbia Cabral.

Na manhã da última quarta-feira (16), a Polícia Civil do Amazonas realizou a apreensão de 345kg de drogas, que estavam armazenados em tudo de PVC. A droga estava em posse do colombiano Carlos Alberto Cactos da Silva, 41, que confessou que o entorpecente seria distribuído na capital. “O empenho de cada instituição faz a diferença nos resultados. Todos nós temos um único objetivo: combater a criminalidade e levar ao cidadão de bem a sensação de segurança”, ressaltou Sérgio Fontes.

Redução homicídios – Ainda segundo o secretário de segurança pública, a SSP-AM em parceria com a Polícia Civil e Polícia Militar vem realizando, em conjunto, operações pontuais em áreas com grande incidência de homicídios relacionados ao crime de tráfico de drogas, a exemplo das operações ‘Resposta 1 e 2’, deflagrada em bairros da zona Norte. De acordo com levantamento da SSP-AM, 70% das mortes ocorridas no ano passado, estão ligadas ao tráfico. “Nas duas fases da operação o nosso mapeamento apontou as áreas na zona Norte com sendo de grande incidência de homicídios. E nas duas ações prendemos pessoas ligadas ao tráfico de droga e em posse de entorpecentes”, explicou.

Roberto Brasil