Mais 12 municípios deixam a Situação de Emergência em novembro, por conta da enchente

By -

Boca do Acre em Calamidade Pública

Até o final do mês de novembro 12 municípios do Amazonas deixam a lista de Situação de Emergência da Defesa Civil AM, por conta da enchente de 2015. São municípios das calhas do Baixo e Médio Solimões, Baixo e Médio Amazonas, Japurá e Negro, que poderão fazer parte da “Operação Vazante” desencadeada pelo órgão desde o mês de agosto.

Apoio humanitário as famílias de Careiro Castanho

Segundo as informações de Defesa Civil do Amazonas as cidades que já tiveram os decretos concluídos este mês são: Manacapuru, Urucará, Uarini, Careiro da Várzea, Japurá, Iranduba, Careiro Castanho, Maués e Manaus, que estava em Emergência desde maio, deixou a condição no último dia 16. Até o próximo dia 23, Alvarães, Urucurituba e Manaquiri, também sairão da situação de anormalidade.

“Com o término do decreto dessas cidades, que atendeu o prazo legal de emergência de até 180 dias, os município que ainda necessitam de apoio, passam a integrar a Operação Vazante, que também é de extrema importância nesse processo de retorno à normalidade social”, afirmou o Secretário Executivo da Defesa Civil AM, coronel Fernando Pires Junior.

Ajuda humanitária em Canutama

No período emergencial a Defesa Civil do Estado enviou para estes 12 municípios 316 toneladas de ajuda humanitária. Deste total, pouco mais de 104 toneladas de cestas básicas, kit’s medicamentos, hipoclorito de sódio e madeira, foram para o município Careiro da Várzea, que teve mais de 14 mil pessoas afetadas nas zonas urbana e rural.

Manacapuru, Uarini, Careiro da Várzea, Iranduba, Careiro Castanho e Urucurituba,  receberam ainda, um repasse financeiro do Governo do Estado no valor total de R$ 1.600 milhões, para ações de socorro.

Com a saída dos 12 municípios da Emergência, ainda permanecem nessa condição, Parintins, Silves e Autazes.

Mario Dantas