Maduro chama embaixador no Brasil de volta à Venezuela

By -
Nicolás Maduro

Nicolás Maduro

O presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou ontem (13) que pediu o retorno a Caracas do embaixador do país no Brasil, Alberto Castellar, em protesto contra o afastamento de Dilma Rousseff. Em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, Maduro reproduziu a ladainha petista e classificou o processo de impeachment como um “golpe de Estado”.

“Pedi ao nosso embaixador no Brasil, Alberto Castellar, que viesse a Caracas”, informou o chavista. “Estivemos avaliando esta dolorosa página da história do Brasil. Tentaram apagar a história com uma jogada totalmente injusta com uma mulher que é a primeira presidente que o Brasil teve.”

Maduro não informou se pretende romper definitivamente os laços diplomáticos com o Brasil.

Alinhada com os governos do PT, a Venezuela foi um dos países bolivarianos que contestaram o processo que afastou Dilma do poder. Cuba, Bolívia, Equador e Nicarágua também aderiram à retórica petista do “golpe”.

Itamaraty – Em resposta a essas manifestações, o novo ministro das Relações Exteriores José Serra divulgou uma dura nota criticando os governos que propagam “falsidades sobre o processo político interno no Brasil”. “Esse processo se desenvolve em quadro de absoluto respeito às instituições democráticas e à Constituição Federal. Como qualquer observador isento pode constatar, o processo de impedimento é previsão constitucional”, destacou Serra.

(Com EFE)

Roberto Brasil