Luiz Castro defende recursos para a carreira médica

By -
Dep. Luiz Castro

Dep. Luiz Castro

O deputado Luiz Castro voltou a defender, ontem (11), a aprovação da emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que prevê recursos para a implementação da carreira médica no Amazonas. Ele afirmou que a emenda orçamentária foi vetada de forma equivocada pelo Governo do Estado. Luiz Castro apelou aos deputados pela aprovação de recursos, a fim de que a Emenda Constitucional nº 80/2013, de sua autoria, que cria a carreira de médico, comece a ser implementada a partir do próximo ano, com a realização de concurso público para os profissionais de medicina. 
Ele destacou que a Emenda Constitucional, já em vigor, foi aprovada pela maioria dos deputados, que agora precisam contribuir para efetivar a carreira médica, uma iniciativa pioneira no País, que vai ajudar a interiorizar a saúde pública no Amazonas.
A criação da carreira médica, segundo Luiz Castro, vai diminuir a dependência do Governo em relação às cooperativas médicas, e vai suprir gradualmente a falta desses profissionais no interior, que hoje é assistido por médicos estrangeiros.

Além disso, de acordo com o deputado, a Emenda Constitucional nº 80/2013, garante a estabilidade dos profissionais nos municípios, acabando com a relação autoritária de prefeitos que contratam os médicos como cabos eleitorais.
A prática de alguns prefeitos que submetem os profissionais a essa condição, na opinião de Luiz Castro, é inaceitável. Revela, segundo ele, uma cultura autoritária, atrasada e antiética.

O deputado voltou a apelar ao bom senso do governador José Melo e do secretário Wilson Alecrim, que segundo ele, deveriam ser os primeiros a apoiar a emenda e iniciar uma nova fase na saúde pública, garantindo a presença de médicos brasileiros no interior do Amazonas.

Mario Dantas