LEI ANTICORRUPÇÃO – Ministro Ronaldo Nogueira reitera apoio às práticas anticorrupção

By -
acorrupcao
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, reiterou o seu apoio às práticas anticorrupção durante a abertura da 3ª Conferência Lei Empresa Limpa, nesta quarta-feira (16), em Brasília. O ministro destacou a importância do diálogo e das trocas de experiências entre empresas privadas e do setor público sobre a Lei da Empresa Limpa (também conhecida como Lei Anticorrupção). O evento foi promovido pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU).
Para o ministro Ronaldo Nogueira, iniciativas como a Conferência Lei Empresa Limpa e a Lei Anticorrupção, colocam no centro dos debates as ações de combate a corrupção e ética na gestão, temas que hoje são considerados importantes para o governo e para a sociedade brasileira. “Precisamos falar sobre ética, responsabilizar quem pratica atos lesivos contra a administração pública, incentivar as boas práticas e dar destaque a quem serve de exemplo”, afirma.
A Conferência foi aberta pelo ministro da Transparência, Torquato Jardim. Ele destacou a relevância do encontro no contexto atual e histórico brasileiro. Jardim lembrou que a história brasileira teve quatro grandes rupturas marcadas pela ausência de ética constante: pelo Estado Novo, em 1937; pela ditadura de 1964; pelo impeachment do presidente Fernando Collor de Mello, em 1992; e pelo mensalão e Lava-Jato, que levaram ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. “Há um anseio pela ética permanente nesse país”, afirmou.
Premiação – O encontro se estende até quinta-feira (17). Durante o evento serão divulgadas as 27 empresas aprovadas na edição 2016 do Empresa Pró-Ética, iniciativa do Ministério da Transparência, que busca promover um ambiente corporativo mais íntegro, ético e transparente no setor empresarial brasileiro. O destaque foi criado em 2010 com o objetivo de incentivar a adoção de políticas que reduzam os riscos de fraude e de corrupção, e aumentar a confiança nas relações entre o setor público e o setor privado.

 

Mario Dantas