Justiça determina que rodoviários mantenham 70% dos ônibus nas ruas

By -

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) acatou, na tarde desta sexta-feira (7), o pedido feito pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do estado do Amazonas (Sinetram) e estabeleceu que 70% da frota opere normalmente, caso o Sindicato dos Rodoviários tente fechar garagens de empresas de ônibus na próxima segunda-feira (10). A medida foi tomada para evitar maiores transtornos à população usuária do transporte coletivo.A decisão foi tomada pelo desembargador do Trabalho da 11º Região, David Alves de Melo, afirmando em despacho, que não há fundamento legal para a greve, e que os sindicalistas se abstenham de realizar a chamada “Operação Catraca Livre”. Além disso, determinou que os manifestantes ficassem 50 metros distantes da entrada das garagens.

No documento, o magistrado definiu, ainda que o Sindicato dos Rodoviários deve manter 70% dos trabalhadores em atividade durante os horário de pico, pela manhã, de 6h às 9h, e a tarde no intervalo de 17h às 20h. Para os demais horários, ele estabeleceu um percentual de 30%, onde os trabalhadores devem cumprir em escala de rodízio.

Em caso de descumprimento da liminar, o Sindicato dos Rodoviários poderá ser multado em R$ 50 mil por hora de paralisação. Por fim, o desembargador estabeleceu o uso de forças policiais para cumprir a liminar, caso haja necessidade.

Redação