JUNTA GOVERNATIVA ASSUME O SINDICATO DA JUSTIÇA

By -
logosintjamApós diversas irregularidades no processo eleitoral do Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Estado do Amazonas (Sintjam) que ocorreu nesta segunda-feira (31), a Comissão Eleitoral se viu obrigada a anular a Eleição online e a nomear uma junta governativa para administrar o sindicato até a realização da nova eleição e a posse da nova diretoria.

Mais da metade de uns 860 sindicalizados não participaram do momento democrático
devido as falhas na organização do pleito.
Dentre os vários motivos, os servidores sindicalizados reclamaram que não receberam e-mail da Comissão Eleitoral para validação das senhas; que e-mails cadastrados não foram atualizados, inclusive dos aposentados que não dispõem  mais do e-mail institucional; teve quem conseguiu validar o e-mail, mas não conseguiu votar pelo site do sindicato; vários aposentados não votaram porque não tem e-mail e não dominam o sistema online e nem os meios tecnológicos.
Ou seja, os sindicalizados em sua maioria, perderam o direito de votar, assegurado pelo estatuto. É fato, o sistema online  (adotado pela última direção) cujo valor estabelecido no contrato custou aproxidamente 30 mil, foi falho.
DEPOIS DE DOIS MANDATOS SEM MUITAS CONQUISTAS E DE UMA ELEIÇÃO SEM SUCESSO, ELADIS DELZUITA DEIXA DE SER COORDENADORA DO SINTJAM
Com o término do mandato, Comissão Eleitoral afasta a diretoria que até ontem assumia o sindicato, e delibera a indicação de uma junta governativa formada por representantes das chapas concorrentes (Mário Alexandre, Ione Amaral, Mailson Rodrigues e Roberto Dávila) para administrar a entidade sindical e realizar a eleição no dia 7 de dezembro.

Roberto Brasil