Josué Neto propõe movimento parlamentar para debater retomada das obras na BR-319 após eleição

By -
Dep. Josué Neto

Dep. Josué Neto

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado JosuéNeto (PSD), propôs a criação de um movimento parlamentar que passe a debater com representantes de todos os municípios e comunidades localizadas no entorno da BR-319, a retomada da discussão desse tema e o encaminhamento de uma proposta coerente para a sua recuperação.

A proposta de Josué Neto foi apresentada durante a Sessão Plenária desta quinta-feira (25), quando o tema BR-319 dominou os discursos dos parlamentares, repercutindo a fala da candidata à Presidência da República, Marina Silva (PSB) que declarou que a estrada só será recuperada se houver viabilidade econômica, social e ambiental.

Esse encontro entre parlamentares e comunitários deverá ser feito após as eleições, já com a definição de quem será o presidente do país nos próximos quatro anos, sugeriu o presidente. De acordo com Josué Neto, debater a fala da candidata do PSB, “que foi uma manifestação infeliz”, não vai trazer nenhum avanço na solução do problema, uma vez que as pessoas mais interessadas como empresários e moradores do entorno da rodovia precisam participar.

O presidente Josué Neto disse que foi uma falha do Amazonas quando o Estado teve um senador e ministro dos Transportes no governo Lula, e não foi resolvido o problema, mesmo com o presidente tendo boa disposição para discutir e dar importância às questões estaduais. Por isso ele sugeriu a retomada das discussões com os segmentos mais interessados, inclusive todos os políticos com mandatos eletivos, para encaminhar a demanda ao novo chefe do Executivo federal.

O deputado Sidney Leite (Pros), lamentou a afirmação feita pela candidata à presidência da República, Marina Silva (PSB). “Entendo que a assessoria que passou essa informação à ex-ministra Marina Silva não possui conhecimento sobre o Estado do Amazonas e nem de grande parte dessa realidade da Região Amazônica porque a BR-319 não só melhora e viabiliza a economia de nosso Estado como também dos estados de Roraima e Rondônia. Nota-se que a assessoria econômica da ex-ministra não informou para ela que o Estado do Amazonas é responsável por mais de 50% das receitas dos tributos federais e, isso, muito motivado pelo Pólo Industrial de Manaus (PIM) que possui dois modais: aéreo e fluvial”, disse Sidney Leite.

Roberto Brasil