José Ricardo cobra aprovação de requerimento convocando secretário para explicar se haverá cortes na saúde

By -
Dep. José Ricardo

Dep. José Ricardo

O deputado José Ricardo Wendling (PT) cobrou nesta quarta-feira (8) que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa o Estado (Aleam) aprove requerimento de sua autoria, juntamente com a deputada Alessandra Campêlo (PCdoB) e deputado Luiz Castro (PPS), protocolado no último dia 1º de julho, convidando o novo secretário de Estado da Saúde, Pedro Elias, para apresentar o plano de trabalho da Susam para o segundo semestre de 2015, bem como explicações sobre a redução do atendimento na saúde pública no Estado do Amazonas, por conta de cortes nos plantões médicos em vários hospitais.

De acordo com o parlamentar, o novo secretário também deve explicar se haverá redução de investimentos na saúde. Por conta da crise, o governador Melo disse que só não fará cortes de recursos na área da educação. “Se cortarem investimentos na saúde, só irá piorar o que já está ruim. É mais sofrimento para a população, que diariamente luta por atendimento médico e espera muito tempo para realização de exames e cirurgias”.

No mês de junho, os parlamentares haviam apresentado requerimento convocando o então secretário da Susam, Wilson Alecrim, para vir à Assembleia Legislativa falar sobre esses assuntos. “O Governo diz que teve redução na arrecadação e que, por isso, precisou fazer esses cortes nos plantões médicos. Mas, antes de prejudicar os atendimentos, serviços essenciais, o Estado deveria reduzir custos em outras áreas menos prioritárias”, declarou José Ricardo, ressaltando que é preciso uma atenção maior na saúde especializada, principalmente, do interior.

Cobrança para convocação de secretário de Segurança

O deputado José Ricardo também cobrou nesta quarta que a Mesa Diretora da Aleam aprove requerimento de sua autoria, protocolado no dia 11 de fevereiro deste ano, convocando o secretário de Estado de Segurança Pública, Sérgio Fontes, para falar sobre o Plano Estadual de Segurança Pública, bem como avaliar o Programa Ronda no Bairro. “Não sei o porquê da Mesa Diretora ‘blindar’ a vinda de secretários estaduais a esta Casa”.

Ele destacou que a população está convivendo com o medo e total sensação de insegurança, citando como exemplo o conflito vivido nos últimos dias no bairro do São José, Zona Leste. “Moradores viveram momentos de pânico em tiroteio que deixou duas pessoas mortas e ao menos oito feridas. Foram 15 homicídios na cidade neste último final de semana. E o Governo deve dar respostas à população. Estão preparados para en­frentar o crime organizado, o tráfico de drogas e a bandidagem que está mandando e des­mandado em algumas áreas da cidade? Esperemos essa resposta do secretário”, disse.

Roberto Brasil