José Melo recebe embaixador do Cazaquistão

By -

O potencial econômico do Amazonas tem chamado cada vez mais a atenção internacional. Para ampliar as tratativas com os representantes de mais um país no Brasil, o governador José Melo recebeu na manhã desta terça-feira, 11 de abril, a visita do embaixador do Cazaquistão, Kairat Sarzhanov, que apresentou interesse na possibilidade de cooperação e desenvolvimento das relações bilaterais com o Estado amazônico. 

Durante a reunião, que teve a presença do vice-governador Henrique Oliveira e do conselheiro da embaixada cazaquistanesa, Temirlan Aimagambetov, além de secretários de Estado de Planejamento, Ciência e Tecnologia (Seplancti), José Jorge do Nascimento Júnior, o embaixador convidou o governador a participar da feira “Expo 2017 – Future Energy”, que acontece de junho a setembro, no Cazaquistão, onde serão discutidas alternativas de produção de energia sustentável. 

Para José Melo, o convite é uma oportunidade de apresentar ao mundo, uma vez que 115 países já confirmaram presença na feira, o potencial econômico, produtivo e ambiental do Amazonas, principalmente com a Matriz Econômica Ambiental em pleno desenvolvimento. “O ideal seria termos um espaço dentro deste evento para que o Henrique e o Jorge Junior, nosso secretário de Planejamento, apresentem as potencialidades de nosso Estado”, explicou. 

Sobre o tema principal do evento, a energia, o governador falou de iniciativas para levar energia solar às comunidades ribeirinhas do interior, que são promissoras, mas ainda estão em desenvolvimento. “Vivemos na região com a maior incidência de raios do mundo, o que acaba ocasionando em danos nos geradores que armazenam essa energia, por isso, estamos estudando um meio de melhorar esse desempenho dos aparelhos e sanar este problema”, disse Melo. 

Questionado pelo vice-governador, Henrique Oliveira, sobre o consumo de proteína animal oriunda nos peixes no Cazaquistão, o embaixador disse que existe um grande interesse na troca de experiências com o Amazonas, que vem tendo grandes avanços no setor e tem a piscicultura como um dos pilares econômicos principais da Matriz Econômica Ambiental. 

“O Amazonas tem muito a oferecer com suas experiências bem sucedidas em diversas áreas essenciais. Estreitar esse relacionamento de colaboração e poder expor isso em nosso evento internacional com certeza será uma via de mão dupla com beneficio para ambas as partes”, afirmou o embaixador. 

Relacionamento – Esta não foi a primeira vez que o Cazaquistão demonstrou interesse pelo Amazonas. Em 2015, o então embaixador no Brasil, Bakytzhan Ordabayev, realizou uma visita oficial ao Estado e ao governador José Melo, que na oportunidade destacou o projeto de produção de proteína a partir da criação de peixe como uma das possibilidades econômicas abertas com o estreitamento das relações bilaterais entre os países. O governador e o embaixador deixaram claro o interesse mútuo em estreitar as relações aproveitando as características comuns entre as duas economias, uma vez que o Cazaquistão também possui áreas de livre comércio, como a Zona Franca de Manaus (ZFM).

Roberto Brasil