José Melo faz balanço do seu primeiro ano de governo

By -
Gov. José José

Gov. José José

Da Redação – Nesta última semana do ano, o governador José Melo recebeu a equipe do Blog da Floresta para fazer um balanço do primeiro ano de gestão da sua administração. Entre os vários assuntos tratados, falou sobre o momento de crise vivido em nosso país e os reflexos na arrecadação do estado, o investimento de novos recursos em diversas áreas, principalmente na saúde e educação considerados fundamentais em seu governo.  Fez também uma avaliação sobre o que esperar para o primeiro semestre de 2016.

Segundo José Melo, o modelo econômico da Zona Franca sofreu muito nesta crise e o estado deixou de arrecadar dois bilhões de reais. Por conta disso, foram tomadas medidas duras, mas com responsabilidade e contribuíram de todos para que fosse possível chegar ao final do ano com bons resultados.

Ele também destacou as áreas de segurança pública, com a apreensão de toneladas de droga, e o trabalho realizado num modelo econômico sustentável incentivando a piscicultura, a produção de cosméticos e remédios assim como outras formas de gerar emprego e renda à população.

Investimento para uma Saúde Pública eficiente

O Governo do Amazonas investiu R$ 450 milhões em obras na educação, na área de saúde foi ampliada a rede de atendimento e se manteve os investimentos em patamar sempre superior aos 12% exigidos constitucionalmente. “O Estado do Amazonas investiu R$ 540 milhões a mais em Saúde do que os R$ 2,178 bilhões previstos no orçamento estadual para 2015. Podemos afirmar que temos o serviço mais completo do Brasil e, como exemplo temos o Hospital 28 de Agosto, onde são atendidas 700 pessoas/dia ou a FCecon com mais de 700 mil procedimentos/ano”, explicou Melo.

jose-melo-entrevista-balanco-blogdafloresta-3Ele também tratou das reclamações no setor sobre atendimento e pagamento de salários dos profissionais da área. “O que acontece é que temos um inchaço pela atenção a pessoas de outros estados (Roraima, Pará e Acre) que são atendidas prontamente sem distinção de origem. Quanto as reclamações das cooperativas, que na realidade são empresas prestadoras de serviços, não procedem. As soluções devem ser trabalhadas entre todos. O Governo do Estado concluiu, na última terça-feira (29), o pagamento de 50% dos recursos referentes a dezembro acordados com as empresas de assistência médica, de enfermagem e de técnicos de enfermagem que atendem em prontos-socorros”, salientou.

No interior, o Governo construiu oito hospitais – nos municípios de Silves, Japurá, Pauini, São Paulo de Olivença, Tabatinga (UPA e Maternidade), Humaitá e Envira. E reformou seis hospitais – nos municípios de Iranduba, Manaquiri, Itamarati, Novo Aripuanã, Itapiranga e Codajás. O Governo do Estado entregou ambulâncias, ambulanchas e equipamentos, que beneficiaram 40 municípios.

Novos Projetos

“Embora não tenha dado neste ano para equacionar entre o poder executivo e legislativo com o novo modelo econômico este desequilíbrio irá acabar”. O carro-chefe da piscicultura possibilitará o desenvolvimento no interior do Amazonas. São R$ 150 milhões a serem investidos em vários Polos (Rio Preto da Eva, Manacapuru, Iranduba, Novo Airão, Careiro, Manaquiri, Autazes e Humaitá), afirmou o chefe do executivo amazonense.

jose-melo-entrevista-balanco-blogdafloresta-1Ampliar os núcleos da UEA, obras nas estradas (AM 70), nos anéis viários na capital (sul e este), as avenidas das Flores e das Torres interconectadas, novos Prosamin, um hospital para a zona norte com 300 leitos, mais nove mil títulos de terra serão entregues no interior, o plano Zafra e o Banco do Povo.

Na área da saúde, a implementação do Pronto Especialista nos municípios Polo e mudanças no formato de gestão da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), referência no diagnóstico e tratamento do câncer na Amazônia Ocidental, serão destinados R$ 10 milhões para compra emergencial de medicamentos, quimioterápicos e produtos de saúde. O montante equivale a 22,1% do orçamento do Estado, assim o Amazonas se mantém no ranking nacional do Ministério da Saúde como o Estado que mais investe proporcionalmente em saúde pública no país.

No Hospital Delphina Aziz, na zona norte, serão destinados dez leitos para atender pacientes que precisam realizar procedimentos relacionados ao câncer de colo de útero. A inauguração da unidade, em março vindouro, vai acrescentar mais cerca de 350 leitos à rede. Mais 350 leitos do Hospital Universitário Getúlio Vargas, que também deve voltar a funcionar em breve.

jose-melo-entrevista-balanco-blogdafloresta-4Informou ainda que muitas foram as visitas de empresários e instituições, como o Banco Mundial, que podem realizar empréstimos e que, o estado do Amazonas tem uma  capacidade de endividamento de R$ 5,5 bilhões para realizar muitas obras no futuro.

Mensagem

O governador José Melo aproveitou para deixar uma mensagem de final de ano à população. “Dias melhores virão. O Brasil vai sair desta crise e a Zona Franca de Manaus voltara com mais forca e com o novo modelo econômico o interior poderá se alavancar. Fé, amor e esperança para este novo ano”, finalizou. (Mercedes Guzmán – Fotos: Michael Dantas)

Roberto Brasil