Jogador italiano é suspenso por urinar na torcida adversária

By -

Giovanni Liberti nega o fato e diz que estava apenas “bebendo água”

Giovanni Liberti, meio-campista do Turris Calcio, clube da Série D do Campeonato Italiano foi expulso de campo por causa de uma atitude inusitada durante a partida entre sua equipe e o Sarnese: o jogador se aquecia no banco de reservas quando, inesperadamente, abaixou o calção e urinou em direção aos torcedores adversários, fazendo gestos obscenos com seu órgão genital.

A atitude revoltou a torcida do Sarnese, que exigiu a expulsão do meio-campista, confirmada pelo árbitro do jogo. O caso foi parar na Justiça desportiva italiana, e Liberti pegou uma suspensão de cinco partidas. O presidente do Turris, Antonio Colantonio, recorrerá da decisão. Ele alega que seu jogador estava “bebendo água” e “ajeitando a camisa para dentro do calção”.

“O mais grave é que a suspensão se baseia em uma única testemunha, o assistente do árbitro que estava posicionado do lado oposto”, reclama o presidente do Turris, Antonio Colantonio. “O Turris é uma clube sério e nossos jogadores respeitam as regras de jogo, bem como as normas éticas e morais que impõem essa disciplina ”. / Por Agência ANSA

Roberto Brasil